Dia Mundial da Tuberculose – 24 de março de 2012

Mensagem do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para o Dia Mundial da Tuberculose, comemorado em 24 de março de 2012.

Mensagem do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.

Durante tempo demais a tuberculose não recebeu a devida atenção. O resultado deste descuido foi sofrimento desnecessário: só em 2010, quase nove milhões de pessoas ficaram doentes devido à tuberculose e 1,4 milhão de pessoas morreu devido à mesma causa, sendo que 95% destes casos aconteceram nos países em desenvolvimento. Estes números fazem da tuberculose a doença infecciosa mais letal para a população adulta em todo o mundo.

Os efeitos da tuberculose se fazem sentir muito além das pessoas diretamente infectadas. A tuberculose tem consequências graves para as famílias e para as comunidades. Milhões de crianças perderam seus pais. As crianças expostas a familiares doentes devido à tuberculose correm um elevado risco de contrair a doença. E quando contraem a doença não recebem qualquer tipo de tratamento, uma vez que a tuberculose é difícil de diagnosticar e tratar durante a infância. Por esta razão, este ano deveríamos empenhar-nos em disseminar informação sobre como a tuberculose afeta às crianças.

É fundamental apoiar aqueles que não têm meios para que possam receber os cuidados e o tratamento necessário para desfrutar de uma vida saudável e produtiva.

Se adotarmos as medidas adequadas, podemos fazer a diferença. Dispomos dos conhecimentos para por fim a todas as formas de tuberculose, incluindo a tuberculose multirresistente, que surgiu na maioria dos países. Devemos fazê-lo antes que apareçam surtos ainda mais graves, cujo tratamento será mais oneroso e causará ainda mais sofrimento. Onde foram adotadas medidas energéticas e eficazes, o número de pessoas afetadas pela tuberculose diminuiu notoriamente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, nossos esforços conjuntos contribuíram para reduzir as taxas de mortalidade em 40%, desde 1990. Um total de 46 milhões de pessoas foram curadas e sete milhões de vidas foram salvas desde 1995, graças aos esforços das Nações Unidas, governos, doadores, grupos da sociedade civil, parceiros do setor privado e peritos em saúde pública, bem como os esforços de dezenas de milhares de profissionais da saúde, das famílias e comunidades afetadas.

Chegou o momento de ser ainda mais ambicioso e “Acabar com a tuberculose durante nossa geração”, o tema do Dia Mundial da Tuberculose deste ano.

Apelo a solidariedade mundial para garantir que todas as pessoas vivam livres do receio da tuberculose e dos seus nefastos efeitos. Vamos assumir o compromisso de não negligenciar a tuberculose e de pôr um fim às mortes causadas por esta doença durante o curso das nossas vidas.