Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz – 29 de maio de 2011

“As tragédias que se abateram sobre Forças de Paz das Nações Unidas este ano são um lembrete dos riscos inerentes de seu importante trabalho em prol da paz.” Mensagem do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, referente ao Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz, que é comemorado em 29 de maio de 2011.

Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz – 29 de maio de 2011Mensagem do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, referente ao Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz, que é comemorado em 29 de maio de 2011.

As tragédias que se abateram sobre Forças de Paz das Nações Unidas este ano são um lembrete dos riscos inerentes de seu importante trabalho em prol da paz. Celebrando o Dia Internacional dos Trabalhadores das Forças de Paz, pagamos tributo aos mais de 120 mil militares, policiais e civis em todo o mundo servindo sob a bandeira azul e lembramos aqueles que perderam suas vidas pela causa da paz.

Nos últimos meses, as Nações Unidas sofreram uma série de tragédias em rápida sucessão. No início de abril, sete pessoas foram assassinadas em um ataque contra um complexo da ONU no Afeganistão. Apenas alguns dias depois, 32 vidas, muitas delas de funcionários da ONU, foram perdidas no acidente de um avião que servia à operação de paz das Nações Unidas na República Democrática do Congo. Estes incidentes se juntaram a outros que envolveram mortes em todo o mundo, e se seguiram aos acontecimentos dolorosos do ano passado, quando 173 soldados perderam suas vidas devido a catástrofes naturais, violência, acidentes e doenças, incluindo mais de 100 no terrível terremoto que atingiu o Haiti em janeiro.

Ao lembrarmos os grandes ??sacrifícios da nossa equipe, também exaltamos suas realizações. Do apoio ao referendo do sul do Sudão ao auxílio à resolução da crise pós-eleitoral na Costa do Marfim, do apoio à formação, ao reforço da capacidade e ao desenvolvimento institucional da polícia no Timor-Leste à patrulha das colinas do sul do Líbano, capacetes azuis das Nações Unidas representaram a Organização no seu melhor: a restauração da estabilidade, a reconciliação e o aumento da esperança de um futuro melhor.

Sua implantação é uma manifestação da nossa convicção coletiva de que pessoas que sobrevivem à guerra não devem sofrer novamente tempos de injustiça, insegurança e medo – e que só removendo estas condições podemos gerar uma paz duradoura.

Defender o Estado de Direito, o tema do Dia para este ano, é essencial para a manutenção bem-sucedida da paz. Requer o fortalecimento da confiança na polícia, nos sistemas de justiça e nos serviços penitenciários. É por isso que a ONU treina policiais para não abusarem do seu poder, apoia o bom funcionamento dos tribunais para servir à justiça e trabalha por condições humanas de detenção.

Neste Dia dos Trabalhadores das Forças de Paz, centrado no Estado de Direito, agradecemos aos países que contribuem com soldados, policiais e pessoal civil para as nossas operações, e honramos aqueles indivíduos que servem às Nações Unidas com tal distinção e dedicação.