Desenvolvimento será foco da cooperação entre Moçambique e ONU em 2018, diz embaixador

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Moçambique dará andamento à sua cooperação com as Nações Unidas em 2018 priorizando o tema do desenvolvimento, mas também a concertação político-diplomática com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), disse no fim de dezembro (29) o embaixador do país António Gumende, em entrevista à ONU News.

O embaixador moçambicano junto À ONU, António Gumende. Foto: ONU/Eskinder Debebe

O embaixador moçambicano junto À ONU, António Gumende. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Moçambique dará andamento à sua cooperação com as Nações Unidas em 2018 priorizando o tema do desenvolvimento, mas também a concertação político-diplomática com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), disse no fim de dezembro (29) o embaixador do país António Gumende, em entrevista à ONU News.

Segundo Gumende, as bases da colaboração já estão “bem alicerçadas” através do programa promovido pelo governo de seu país.

O embaixador disse que o foco será “um desenvolvimento baseado na prosperidade, inclusivo em termos econômicos”, que capacite as camadas mais vulneráveis e que seja sustentável.

Para Gumende, uma das prioridades da parceria CPLP-ONU é a difusão da língua portuguesa, um interesse comum ao bloco regional, e também a resolução do impasse político na Guiné-Bissau.

Todos os países da CPLP celebram, há vários anos, o Dia da Língua Portuguesa, em 5 de maio, com um evento na sede da ONU ao qual convidam as demais representações diplomáticas da Organização.

De acordo com o embaixador de Moçambique, a língua é dos pontos fortes da cooperação dos países da comunidade ao lado da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.


Comente

comentários