Desenvolvimento humano no Acre melhorou 61% entre 1991 e 2010, diz PNUD

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal no estado saiu de 0,442 – considerado muito baixo – para 0,663 em 2010. No entanto, número ainda está abaixo da média nacional.

Debate no Acre sobre Atlas Brasil 2013 discute importância do IDHM como ferramenta de gestão para os municípios e para o estado. Foto: PNUD/Karen Araújo

Debate no Acre sobre Atlas Brasil 2013 discute importância do IDHM como ferramenta de gestão para os municípios e para o estado. Foto: PNUD/Karen Araújo

Dados do Atlas 2013 revelaram uma grande evolução do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) no Acre, ainda que existam muitos desafios. Entre 1991 e 2010, o incremento registrado no IDHM do estado foi de 61%, enquanto o do Brasil foi de 47%, para o mesmo período.

O IDHM do Acre saiu de 0,442 – considerado muito baixo –, em 1991, para 0,663 em 2010, o que o elevou à faixa de desenvolvimento humano médio (0,600 a 0,699), mas ainda abaixo do valor do IDHM brasileiro (0,727). O IDHM é um número que varia entre 0 e 1. Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano.

“Os dados indicam uma redução das disparidades regionais do Brasil, principalmente a dos estados das regiões Norte e Nordeste com a dos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Além disso, houve uma melhora acentuada nos municípios que tinham índices mais baixos”, afirma a coordenadora do Atlas Brasil 2013 no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Daniela Gomes Pinto.

Para o coordenador-residente da ONU no Brasil, Jorge Chediek, os dados apresentados no Atlas podem auxiliar na gestão pública. “Esses índices são úteis e servem como uma fonte de dados oficiais para que gestores possam avaliar o que está sendo realizado e o que pode melhorar. Desse modo, eles podem adequar políticas públicas para a realidade de cada município”, avalia.

Os avanços no IDHM dos 22 municípios do Acre estiveram no centro das discussões durante um debate realizado no dia 9 de setembro na capital acriana, Rio Branco. Além de prefeitos, secretários e técnicos de planejamento, estiveram presentes representantes da sociedade civil, da academia, parlamentares e lideranças locais.

O Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil é um website de consulta ao IDHM e a mais de 180 indicadores socioeconômicos dos municípios brasileiros. A ferramenta é uma realização do PNUD, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e da Fundação João Pinheiro.