Desafio Fome Zero da ONU recebe apoio de presidentes do Brasil, Argentina e Uruguai

Durante reunião em Brasília, os líderes do Mercosul se comprometeram a garantir a segurança alimentar e nutricional a seus povos.

Durante a XLIV Reunião Ordinária do Conselho do Mercosul, em Brasília, a Presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, em conjunto com os presidentes da Argentina, Cristina Kirchner, e do Uruguai, José ‘Pepe’ Mujica, reiterou publicamente o seu apoio ao “Desafio Fome Zero” das Nações Unidas, lançado pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, na Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

Em uma declaração emitida pelos três presidentes do Mercosul, a alimentação adequada foi reconhecida como um direito humano que deve ser garantido nos países da região. Eles reiteraram seu compromisso de garantir a segurança alimentar e nutricional a seus povos, reconhecendo que o principal motivo da fome é a pobreza, e que para superá-la é necessário articular ações conjuntas relacionadas com a inclusão produtiva, o comércio internacional e o acesso aos serviços de saúde e educação.

Para o Representante Regional da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Raúl Benítez, é necessário um compromisso político de alto nível para alcançar essa meta, uma vez que erradicar a fome “é completamente possível, não apenas no Mercosul mas em toda América Latina e Caribe, já que a região produz alimentos suficientes para abastecer a 740 milhões de pessoas, enquanto que sua população total é de quase 600 milhões”.

Ano Internacional da Quinoa

Em sua declaração de Brasília, os presidentes também destacaram a designação por parte da ONU de 2013 como o Ano Internacional da Quinoa, e fizeram um chamado aos países do Mercosul e aos seus associados para aumentar a consciência pública sobre as propriedades nutritivas, ambientais e culturais da quinoa.

América Latina e Caribe são o principais produtores de quinoa a nível mundial: segundo a FAO, se trata de um tesouro andino para a alimentação da humanidade, um “futuro semeado há milhares de anos”, como destaca o lema do Ano.

Saiba mais sobre o Desafio Fome Zero (em inglês): www.un-foodsecurity.org/node/1356

Saiba mais sobre o Ano Internacional da Quinoa: www.aiq2013.org