‘Daremos toda a ajuda necessária’ às vítimas do tufão nas Filipinas, afirma ONU

Primeiras estimativas mostram que o tufão Hagupit, que atingiu a costa das Filipinas neste sábado (6), pode ter impactado mais de 30 milhões de pessoas.

Imagens de satélite mostram o tufão Hagupit com ventos médios de 210 km/h e rajadas que chegam aos 305 km/h. Foto: Eumetsat

Imagens de satélite mostram o tufão Hagupit com ventos médios de 210 km/h e rajadas que chegam aos 305 km/h. Foto: Eumetsat

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) anunciou neste domingo (7) que fará tudo o que for necessário para apoiar a resposta humanitária às vítimas do tufão Hagupit, que pode ter impactado mais de 30 milhões de pessoas nas Filipinas.

“Alimentos, caminhões, telefones via satélite – forneceremos o que for preciso para ajudar o povo das Filipinas”, disse o diretor do PMA no país, Praveen Agrawal.

Suprimentos estão sendo preparados para serem distribuídos rapidamente nas regiões de Visayas e Bicol, muito afetadas pela passagem do tufão Hagupit, conhecido localmente como tufão Ruby, que atingiu a costa filipina na noite de sábado (6).

Outra prioridade da ONU no país é levar as pessoas que vivem na costa para lugares mais altos. O governo das Filipinas já tomou medidas preventivas e evacuou mais de 600 mil pessoas nas últimas 24 horas.