Cúpula dos ODS termina com compromisso dos líderes mundiais em implementar Agenda 2030

A primeira Cúpula das Nações Unidas focada no progresso da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi encerrada em clima esperançoso, com a vice secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, declarando que o evento foi um lembrete do “potencial ilimitado da humanidade em criar um futuro melhor para todos”.

Amina disse que extraiu três mensagens concretas da cúpula: o compromisso renovado dos líderes mundiais em implementar a Agenda, o reconhecimento de que os ODS estão longe de serem alcançados e a determinação de intensificar esforços para cumpri-los; e a nitidez do que precisa ser feito daqui em diante.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável pintados na praça da Entrada de Visitantes das Nações Unidas em Nova Iorque (2019) – Foto: Kim Haughton/Foto ONU

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável pintados na praça da Entrada de Visitantes das Nações Unidas em Nova Iorque (2019) – Foto: Kim Haughton/Foto ONU

A primeira Cúpula das Nações Unidas focada no progresso da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi encerrada em clima esperançoso, com a vice secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, declarando que o evento foi um lembrete do “potencial ilimitado da humanidade em criar um futuro melhor para todos”.

Amina disse que extraiu três mensagens concretas da cúpula: o compromisso renovado dos líderes mundiais em implementar a Agenda, que ela descreveu como crítico para responder aos maiores desafios do mundo; o reconhecimento de que os ODS estão longe de serem alcançados e a determinação de intensificar esforços para cumpri-los; e a nitidez do que precisa ser feito daqui em diante, com uma década decisiva para  “estimular ações globais mais ambiciosas; ações locais e pessoais.”

Falando aos delegados durante a Cúpula dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), Amina disse que se sentiu encorajada pelas “vozes da juventude, o comprometimento da sociedade civil, o poder de uma cidadania atuante e a liderança de nossos governos”, expostos durante os dois dias da conferência.

Tijjani Muhammad-Bande, presidente da Assembleia-Geral, disse que os dez anos que antecedem o prazo da Agenda 2030 vão ser uma “Década de Implementação”.  “Vamos garantir a integração da Agenda de 2030 em nossos Planos Nacionais de Desenvolvimento, mobilizando recursos e investindo em programas e setores que têm maior probabilidades gerar mais impulso”

Bande destacou o envolvimento do setor privado no Fórum Empresarial dos ODS, que também aconteceu na quarta-feira (25). Nele, empresas expuseram ações, tecnologias inovadoras e estratégias de financiamento sustentáveis que têm como objetivo criar um mundo melhor para todos.

“Estou confiante de que os líderes empresariais que se juntaram a nós nesta semana continuarão a encorajar e inspirar ações”, disse. “Embora governos sejam responsáveis pela implementação em nível nacional, eles não conseguem atingir os objetivos sozinhos.”

Durante o Fórum, a CEO e diretora executiva do Pacto Global das Nações Unidas, Lise Kingo, compartilhou os resultados de uma pesquisa contida no Relatório Global de Progresso de 2019, mostrando que 81% dos participantes do Pacto relataram estar tomando medidas para cumprir os ODS.

Kingo enfatizou a importância de ir além das estratégias de sustentabilidade, políticas e códigos de conduta para traduzir a ambição das empresas na prática: “Ser um negócio sustentável significa integrar a sustentabilidade no âmago da estratégia de negócios, operações, gestão de cadeias de abastecimento e envolvimento de investidores”.

Liu Zhenmin, sub-secretário-geral do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, comentou o sucesso da Cúpula ao congratular o compromisso total das Nações Unidas em apoiar Estados-membros para que eles possam cumprir com as promessas que fizeram ao assumir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, de modo que os mesmos beneficiem não só o planeta e a população atual mas também as gerações futuras:

“É encorajador ver que o ímpeto para intensificar as ações está crescendo, com mais de 100 novas Ações de Aceleração  (iniciativas para acelerar o progresso no desenvolvimento sustentável e intensificar ações contra alterações climáticas, com o objetivo de garantir vidas saudáveis, pacíficas e prósperas para todos) registrados à frente da Cúpula dos ODS.”

O presidente da Assembleia Geral aproveitou a oportunidade para  olhar à frente, na Cúpula das Nações Unidas de 2020, quando Estados-Membros e parceiros relevantes vão, novamente, relatar as contribuições que estão fazendo para garantir o sucesso dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.