Cristo Redentor recebe projeção da ONU para Semana do Meio Ambiente e Virada Sustentável do Rio

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, lembrada de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (8), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (8), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS).

Para a ONU Meio Ambiente, um monumento como o Cristo iluminado de verde é emblemático. Marca o compromisso de tantos brasileiros envolvidos na Semana Mundial do Meio Ambiente. Sociedade civil, empresas e instituições se movimentaram para conectar pessoas à natureza, fomentando ações que promovem uma reflexão sobre nosso estilo de vida.

Em 2017, a Virada Sustentável firmou uma parceria também com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Ao longo do final de semana, mais de 200 atividades gratuitas agitam a capital fluminense para conscientizar a população sobre temas como mudanças climáticas e consumo responsável.

O diretor-executivo do Instituto Virada Sustentável, André Palhano, ressalta que o Rio é “o berço” dos objetivos globais das Nações Unidas. “A Virada Sustentável sempre defendeu uma visão integrada de sustentabilidade, que engloba mas não se restringe aos temas ambientais. Os ODS são hoje a agenda global mais representativa dessa visão, para a construção de um planeta mais justo até 2030. E ações locais colaboram diretamente com esse propósito”, disse.

Confira a programação completa da Virada clicando aqui.

Além da edição no Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Manaus, Salvador e Sinop também receberão edições da Virada Sustentável nesse ano.

“Só teremos o alcance da Agenda 2030 com ações coordenadas que dialoguem diretamente com as necessidades locais. A Virada Sustentável, que reúne representantes da sociedade civil, governos, setor privado, academia e mídia, é uma grande aliada para discutirmos com a sociedade, de forma prática e direta, quais as reais necessidades para erradicarmos a pobreza, promovermos o crescimento econômico e garantirmos a sustentabilidade do planeta”, explica o assessor sênior do PNUD no Brasil, Haroldo Machado Filho.


Mais notícias de:

Comente

comentários