COVID-19: Agência da ONU para Refugiados envia 4 toneladas de ajuda humanitária ao Irã

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) transportou na segunda-feira (23) cerca de 4,4 toneladas de itens essenciais de ajuda médica, incluindo suprimentos para apoiar a resposta à COVID-19 no Irã. Foram entregues máscaras, luvas e medicamentos essenciais para ajudar a resolver a crítica escassez no sistema de saúde do país.

Globalmente, o ACNUR está buscando urgentemente 33 milhões de dólares para aumentar as atividades de preparação, prevenção e resposta para atender às necessidades imediatas de saúde pública de refugiados e comunidades anfitriãs, motivadas pela disseminação da COVID-19 em todo o mundo.

Funcionário do ACNUR inspeciona e embala itens de ajuda, incluindo sabão, toalhas de papel descartáveis e termômetros, para distribuir aos assentamentos de refugiados no Irã como parte da resposta à COVID-19. Foto: ACNUR/Farha Bhoyroo

Funcionário do ACNUR inspeciona e embala itens de ajuda, incluindo sabão, toalhas de papel descartáveis e termômetros, para distribuir aos assentamentos de refugiados no Irã como parte da resposta à COVID-19. Foto: ACNUR/Farha Bhoyroo

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) transportou na segunda-feira (23) cerca de 4,4 toneladas de itens essenciais de ajuda médica, incluindo suprimentos para apoiar a resposta à COVID-19 no Irã.

Foram entregues máscaras, luvas e medicamentos essenciais para ajudar a resolver a crítica escassez no sistema de saúde do país.

Outros voos estão programados nas próximas semanas para transportar itens adicionais de ajuda, remédios e equipamentos de proteção individual (EPI) para os profissionais de saúde.

Há quase 1 milhão de refugiados no Irã que têm acesso aos mesmos serviços de saúde que a comunidade de acolhida e estão cobertos pela resposta nacional à saúde. No entanto, hospitais e centros de saúde estão lutando para lidar com o número cada vez maior de pessoas que precisam de ajuda urgente.

“Esses itens são essenciais para melhorar os cuidados de saúde no Irã, beneficiando refugiados e seus anfitriões”, afirmou Ivo Freijsen, representante do ACNUR no Irã.

“Somos solidários com o povo do Irã e estamos totalmente mobilizados para ajudar a conter a disseminação da COVID-19 e mitigar o impacto sobre os mais vulneráveis, entre eles os refugiados”, acrescentou.

O vírus agora se espalhou para todas as 31 províncias do Irã. Os refugiados, a maioria dos quais vive ao lado das comunidades de acolhida em vilarejos, vilas e cidades, correm o mesmo risco que os iranianos de pegar a COVID-19.

Já nos estágios iniciais da epidemia, o ACNUR, em coordenação com o governo do Irã, distribuiu itens de higiene básica, como sabão e toalhas de papel descartáveis, para cerca de 7.500 famílias de refugiados que vivem em assentamentos em todo o país.

Também foram disponibilizados itens de ajuda aos parceiros do governo e das ONGs que igualmente estão envolvidos na prestação de assistência aos refugiados.

O ACNUR continua trabalhando em estreita colaboração com o Departamento de Assuntos Estrangeiros e Imigração do Irã, bem como o Ministério da Saúde e Educação Médica, agências da ONU, incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e ONGs parceiras nacionais e internacionais para aumentar a conscientização sobre as principais medidas de prevenção entre refugiados e comunidades de acolhida.

Globalmente, o ACNUR está buscando urgentemente 33 milhões de dólares para aumentar as atividades de preparação, prevenção e resposta para atender às necessidades imediatas de saúde pública de refugiados e comunidades anfitriãs, motivadas pela disseminação da COVID-19 em todo o mundo.

No Irã, o ACNUR busca 9,5 milhões de dólares para suas medidas emergenciais contra a COVID-19 e para apoiar o sistema nacional de saúde ao qual refugiados têm acesso.

Você pode apoiar os esforços do ACNUR no combate à COVID-19! Faça uma doação agora mesmo!