Costa do Marfim: Ban alerta contra a retaliação a seguidores de Gbagbo

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu ao Presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, que garanta que não haja retaliação contra os seguidores de seu antecessor, Laurent Gbagbo, que se entregou ontem (11/04), depois de meses desafiando o resultado da eleição.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu ao Presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, que garanta que não haja retaliação contra os seguidores de seu antecessor, Laurent Gbagbo, que se entregou ontem (11/04), depois de meses desafiando o resultado da eleição. Em conversa por telefone com Ouattara, na tarde de ontem, o Secretário-Geral pediu que qualquer derramamento de sangue seja evitado.

Ban disse que a Missão de Paz da ONU na Costa do Marfim (ONUCI) vai continuar dando o apoio necessário ao Governo para restaurar a lei e a ordem, bem como evitar o risco de um vácuo de segurança. “A Missão vai continuar exercendo o seu mandato para proteger os civis e está pronta a apoiar os esforços para resolver a crítica situação humanitária do país, bem como futuras investigações de violações dos direitos humanos,” afirma declaração emitida pelo porta-voz do Secretário-Geral.

A pedido de Gbagbo, a ONUCI vai garantir sua segurança e proteção, enquanto o ex-Presidente permanece sob custódia.

O Secretário-Geral parabenizou Ouattara pelo pedido de criação imediata de uma comissão de verdade e reconciliação e salientou mais uma vez que os responsáveis ??por violações dos direitos humanos, independentemente de sua filiação, devem ser responsabilizados. Ban também pediu a ambas as partes que reunifiquem suas forças de segurança, desarmem as numerosas forças irregulares que participaram do conflito, restabeleçam a autoridade do Estado em todo o país e completem o processo de paz.