Estados-Membros da ONU: Coreia do Norte viola direitos humanos de forma ‘sistemática e generalizada’

Resolução adotada pela Assembleia Geral pede às autoridades da Coreia do Norte para respeitar plenamente os direitos humanos e as liberdades fundamentais.

Mãe e filho em um hospital pediátrico apoiado pela ONUOs Estados-Membros das Nações Unidas expressaram ontem (19/12) profunda preocupação com os relatos de violações “sistemáticas, generalizadas e graves” dos direitos humanos na Coreia do Norte e sua situação humanitária precária.

Em resolução adotada pela Assembleia Geral, os Estados-Membros pediram às autoridades da Coreia do Norte para respeitar plenamente os direitos humanos e as liberdades fundamentais, assegurando o acesso pleno à ajuda humanitária e aumentando a cooperação com a ONU.

A resolução – que obteve 123 votos a favor e 16 contra, com 51 abstenções – citou atos de tortura e outras formas de “tratamento cruel, desumano ou degradante”, como execuções públicas e detenções extrajudiciais; pena de morte sendo imposta por razões políticas e religiosas;  ausência de um judiciário independente e outros elementos necessários para um Estado de Direito.

A resolução pede as autoridades da Coreia do Norte que cessem imediatamente as violações dos direitos humanos e assegurem que os responsáveis sejam levados a julgamente, ante um judiciário independente.