Cooperação Sul-Sul: Brasil e parceiros analisam avanços no combate ao trabalho infantil

Brasil e outros três países sul americanos vão compartilhar experiências bem sucedidas para acabar com o trabalho infantil.

Entre os dias 29 de agosto e 1° de setembro será realizado em Salvador o encontro de avaliação do Programa de Parceria Brasil-OIT (Organização lnternacional do Trabalho) Promoção da Cooperação Sul-Sul na área do trabalho infantil. Além do Brasil, que vem acumulando experiências e se consolidando como um país que tem boas práticas na área de prevenção e eliminação do trabalho infantil, outros países como Equador, Paraguai e Bolívia também participarão do encontro.

Com o objetivo de compartilhar as boas práticas do Brasil, será realizada a “Visita de Intercâmbio de Experiências sobre Políticas e Programas Públicos dirigidos à Proteção de Jovens e Adolescentes Trabalhadores de 14 a 17 anos”, na qual estarão presentes representantes de governos e de organizações de empregadores e de trabalhadores dos quatro países.

No primeiro dia do encontro serão feitas palestras sobre temas como a Agenda Nacional de Juventude e a Política Nacional de Aprendizagem, idade mínimas para admissão ao emprego, trabalhos perigosos proibidos para menores de 18 anos, entre outros.

Nos outros dois dias, haverá visitas de campo para apresentação de projetos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), do Instituto Walmart, da Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (APAE). Por fim, serão feitas apresentações de experiências de aprendizagem e formação técnica dos países visitantes e do Estado de Mato Grosso.