Conselho de Segurança estende mandato de observadores da ONU na Síria por 30 dias

O órgão estabeleceu a Missão das Nações Unidas de Supervisão no país em abril com um mandato inicial de 90 dias, que expirava hoje (20).

Um comboio de observadores da ONU viaja na Síria.(UNSMIS)O Conselho de Segurança das Nações Unidas renovou hoje (20) o mandato dos observadores das Nações Unidas encarregados de monitorar o fim da violência na Síria e a plena implementação do plano de paz internacional posto em prática para encerrar a crise em andamento.

Em uma resolução unânime, o Conselho estendeu a Missão das Nações Unidas de Supervisão na Síria (UNSMIS) por um período de 30 dias, levando em consideração as recomendações do Secretário-Geral Ban Ki-moon de “reconfigurar a missão de acordo com as implicações operacionais de uma crescente situação de segurança perigosa na Síria”. O Conselho estabeleceu a UNSMIS em abril com um mandato inicial de 90 dias, que expirava hoje.

Falando a repórteres na Eslovênia, Ban disse que ele e o Enviado Especial Kofi Annan iriam prosseguir tentando acabar com a violência e os abusos na Síria. “Não podemos abandonar nossa responsabilidade coletiva de capacitar uma pacífica e democrática transição liderada pela Síria que atenda às legítimas aspirações do povo sírio”, disse. Ele pediu que todas as partes, do Governo e da oposição, parem os assassinatos e especialmente parem de usar armar pesadas contra a população civil.