Conselho de Segurança da ONU estende por um ano mandato de missão de paz em Darfur

Contingentes militar e policial da missão conjunta das Nações Unidas e da União Africana serão reduzidos e concentrados nas áreas mais perigosas da região no oeste do Sudão.

O Conselho de Segurança da ONU estendeu por mais um ano, nesta terça-feira (31), o mandato da Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana em Darfur (UNAMID) e exigiu o fim imediato da violência.

Com 14 votos a favor e uma abstenção, o Conselho também decidiu reconfigurar os contingentes militar e policial para “concentrar nas áreas de Darfur com as mais altas ameaças de segurança”. A alteração segue recomendação do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, para quem “a força reconfigurada, apesar de menor em número, estaria mais bem equipada e mais rapidamente destacável que a atual para tratar de ameaças emergentes a civis”.

Exigiu-se, ainda, o engajamento imediato e sem pré-condições de todas as partes do conflito, particularmente os grupos armados não signatários do Documento de Doha para a Paz em Darfur, para alcançar um cessar-fogo permanente e um acordo de paz abrangente.