Conselho de Segurança da ONU condena ataque que matou ao menos 11 pessoas na Somália

Carro-bomba explodiu perto de um hotel famoso na capital Mogadíscio na sexta-feira (8). Grupo militante Al-Shabaab assumiu autoria do atentado que também deixou vários feridos.

Tropas da missão de paz da União Africana na Somália. Foto: AU-UN/Stuart Price

O Conselho de Segurança da ONU expressou indignação sobre um ataque à bomba na capital somali, Mogadíscio. De acordo com relatos da mídia, um carro carregado com explosivos explodiu do lado de fora um dos hotéis mais caros da cidade na sexta-feira (8). O incidente, assumido pelo grupo militante Al-Shabaab, matou ao menos 11 pessoas e deixou várias outras feridas.

A Somália tem sofrido conflitos entre facções desde 1991, mas recentemente fez progressos rumo à estabilidade. Em 2011, insurgentes do Al-Shabaab deixaram Mogadíscio e, no ano passado, novas instituições governamentais surgiram finalizando a fase de transição para a criação de um governo permanente democraticamente eleito.

Em comunicado divulgado no domingo (10), os membros do Conselho ressaltaram que os atos terroristas no país “não vão diminuir a determinação do órgão de apoiar os esforços da Somália rumo à paz, estabilidade e reconciliação”.