Conselho de Segurança da ONU condena ataque à embaixada dos Estados Unidos na Turquia

Atentado em Ancara deixou um morto e vários feridos. Órgão reafirma que atos terroristas são injustificáveis, independente de motivações, momento ou autores.

O Conselho de Segurança. UN Photo / JC McIlwaineO Conselho de Segurança condenou nesta sexta-feira (01) o atentado suicida contra a embaixada dos Estados Unidos em Ancara, na Turquia, que resultou em uma morte e vários feridos. O agressor seria um membro de um grupo de extrema esquerda que é contra os Estados Unidos e está listado como organização terrorista por Washington.

Em comunicado, o Conselho expressou condolências aos familiares e profunda solidariedade às vítimas do ataque “hediondo”.

“Os membros do Conselho de Segurança condenam os novos e recorrentes atos de violência contra representações diplomáticas e consulares, que põem em perigo ou tiram vidas inocentes e impedem seriamente o trabalho normal de tais representações e funcionários”, registra a declaração.

O Conselho também reafirmou que o terrorismo, em todas as suas formas e manifestações, constitui uma das mais sérias ameaças à paz e à segurança e que seus atos são criminosos e injustificáveis, independentemente de suas motivações, momento ou por quem tenham sido cometidos.