Conselho de Segurança condena ação do Talibã que matou seis oficiais norte-americanos no Afeganistão

Ataque terrorista ocorreu em vilarejo próximo à Base Aérea de Bagram, localizada a 45 km de Cabul. Foto: WikiCommons/U.S. Air Force/Sgt. Derrick C. Good

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou, nesta terça-feira (22), um ataque terrorista no Afeganistão que provocou a morte de ao menos seis oficiais dos Estados Unidos. Segundo informações dos meios de comunicação, um homem-bomba colidiu com uma patrulha da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) que caminhava por um vilarejo próximo à Base Aérea de Bagram. A autoria do atentado foi reivindicada pelo grupo Talibã.

Para o organismo da ONU, “nenhum ato terrorista ou violento pode reverter o caminho liderado pelo Afeganistão rumo à paz, à democracia e à estabilidade”. Além de condenar o episódio, o Conselho expressou preocupação quanto às ameaças representadas pelo Talibã, pela Al-Qaeda e pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL e Da’esh) e afiliados para a população afegã, as forças de defesa e segurança nacionais e a presença internacional no país. A Base de Bagram fica a 45 km ao norte da capital, Cabul.

O Conselho de Segurança também destacou a necessidade de levar à justiça os perpetradores, organizadores e patrocinadores de atos terroristas. O organismo solicitou a todos os Estados que cooperem com as autoridades afegãs. Os membros do Conselho reafirmaram seu compromisso em combater, por todos os meios e de acordo com a Carta da ONU e o direito internacional, as ameaças à paz e à segurança globais.