Conheça os projetos selecionados para o programa de aceleração Inova 2030

A Rede Brasil do Pacto Global divulga os 15 projetos selecionados para o programa de aceleração “Inova 2030: Jovens Inovadores em ODS”. As iniciativas foram analisadas por uma banca avaliadora e selecionadas com base em critérios de inovação, gestão da inovação e impacto nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Agenda 2030.

A erradicação da pobreza até 2030 é o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 1. Foto: Renato Jorge Marcelo

A erradicação da pobreza até 2030 é o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 1. Foto: Renato Jorge Marcelo

A Rede Brasil do Pacto Global divulga os 15 projetos selecionados para o programa de aceleração “Inova 2030: Jovens Inovadores em ODS”. As iniciativas foram analisadas por uma banca avaliadora e selecionadas com base em critérios de inovação, gestão da inovação e impacto nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Agenda 2030.

O programa tem duração de 10 meses, e capacitará jovens profissionais de até 35 anos em temas relacionados aos ODS, inovação e novas tecnologias. A programação inclui oficinas presenciais, webinars, estudos de caso, e visitas de campo.

Os jovens também poderão criar redes de relacionamento com participantes de outros países, além de contarem com a mentoria de profissionais de referência na área de sustentabilidade, e membros do sistema ONU no Brasil e no mundo. Ao final, apresentarão suas ideias no evento Innovation Summit.

Confira abaixo empresas, projetos selecionados e principais ODS envolvidos:

B3 – Brasil, Bolsa Balcão – Programa de mentoria para mulheres com o objetivo de aumentar sua representatividade em cargos de liderança – ODS 5 (Igualdade de gênero)

Caixa Econômica Federal – Plataforma interativa de atendimento para conectar a população de baixa renda a oportunidades de negócio e capacitação – ODS 1 (Erradicação da pobreza); ODS 8 (Trabalho decente e crescimento econômico); ODS 10 (Redução das desigualdades)

Construtora Barbosa Mello (CBM) – Programa de formação de operadores em comunidades onde a empresa atua – ODS 4 (Educação de qualidade); ODS 8 (Trabalho decente e crescimento econômico); ODS 9 (Indústria, inovação e infraestrutura)

Granolab/Granotec do Brasil – Projeto de logística reversa de contêineres controlado por um software de blockchain com o objetivo de calcular e garantir o retorno econômico e ambiental pela redução de inserção de novos materiais plásticos e diminuição da pegada de carbono – ODS 12 (Consumo e produções responsáveis); ODS 13 (Ação contra a mudança global do clima)

CPFL Energia – Projeto de reuso de baterias de veículos elétricos – ODS 12 (Consumo e Produção Responsáveis)

Embraco – Proposta de reúso da areia de descarte de fundição, por meio da economia circular, por empresas que necessitam dessa matéria prima em seus processos – ODS 12 (Consumo e produção responsáveis)

Lojas Americanas – Plano para redução do uso de sacolas plásticas – ODS 12 (Consumo e Produção Responsáveis)

Natura Cosméticos – Educação financeira e estímulo ao empreendedorismo para jovens da região Amazônica – ODS 8 (Trabalho decente e crescimento econômico)

Nestlé Brasil – Aproveitamento da casca do cacau como material energético na cadeia produtiva – ODS 2 (Fome zero e agricultura sustentável); ODS 7 (Energia acessível e limpa); ODS 12 (Consumo e Produção Responsáveis)

Novozymes – Sistema de tratamento de efluentes móvel que pode atender empresas visando o reuso da água, e também poderia ser replicado para tratamento de efluentes domésticos em comunidades carentes – ODS 6 (Água potável e saneamento)

Sicredi União PR/SP – Energia renovável como moeda: a cooperativa de crédito financia a tecnologia para a produção de energia limpa utilizada pelo associado, que pode vender o excedente de produção para a cooperativa de crédito por meio da cooperativa de energia limpa – ODS 7 (Energia acessível e limpa)

Sodexo do Brasil Comercial S. A. –  Redução de desperdício de alimentos e geração de resíduo orgânico – ODS 2 (Fome zero e agricultura sustentável); ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis); ODS 12 (Consumo e Produção Responsáveis) e ODS 13 (Ação contra a mudança global do clima)

Solví Participações S.A – Avaliação da instalação de módulos fotovoltaicos em áreas de aterros sanitários encerrados com o objetivo de gerar valor econômico e auxiliar no custeio das despesas de manutenção dos aterros – ODS 7 (Energia acessível e limpa)

Votorantim Cimentos S.A. – Subsídio social para vendas de produtos para construção civil – ODS 11 (Cidades e comunidades sustentáveis)

WayCarbon – Software direcionado a empresas para monitoramento do avanço de suas metas relacionadas aos ODS – ODS 9 (Indústria, inovação e infraestrutura)

Confira aqui mais informações sobre o programa Inova 2030.