Congresso Meteorológico Mundial tem início com um ‘tuit’ a partir do espaço

Encontro definirá estratégia de quatro anos para a Organização Mundial de Meteorologia (OMM) e abordará o papel da agência da ONU e dos serviços nacionais meteorológicos e hidrológicos na nova agenda global pós-2015 sobre o desenvolvimento sustentável.

Imagem da atmosfera da Terra, em registro da astronauta Samantha Cristoforetti via Twitter. Foto: Twitter.com/AstroSamantha

Imagem da atmosfera da Terra, em registro da astronauta Samantha Cristoforetti via Twitter. Foto: Twitter.com/AstroSamantha

O Congresso Meteorológico Mundial abriu nesta semana a sua sessão quadrienal, que abordará o trabalho da Organização Mundial de Meteorologia (OMM) para os próximos quatro anos, com uma mensagem via Twitter a partir do espaço. Em pauta, o Plano Estratégico, o orçamento e outras questões administrativas da agência da ONU.

“Nós confiamos em vocês, meteorologistas do mundo, para nos fornecer o conhecimento científico que os líderes do governo, empresas e a sociedade em geral precisam para fazer escolhas informadas”, disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em uma mensagem em vídeo de boas-vindas.

“Enquanto o termostato mundial aumenta, os serviços meteorológicos são mais essenciais do que nunca. Estou ansioso para trabalhar com vocês e avançar nesta ação ousada sobre o clima que irá melhorar a vida das pessoas e a saúde do nosso planeta”, acrescentou o secretário-geral.

A postagem na rede social Twitter, feita pela astronauta italiana Samantha Cristoforetti direto da Estação Espacial Internacional, saudou a abertura do Congresso:

O Congresso discutirá o papel estratégico da OMM e dos serviços nacionais meteorológicos e hidrológicos na nova agenda global pós-2015 sobre o desenvolvimento sustentável e no Quadro de Sendai para a Redução de Risco de Desastres. O encontro também definirá a contribuição da OMM para as negociações sobre mudanças climáticas da ONU, que ocorrem em Paris em dezembro deste ano e visam a alcançar um novo acordo para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e prevenir que as mudanças climáticas atinjam níveis perigosos.

“É um ano crucial para a ação em nome das gerações futuras”, disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud. “Temos mais do que uma responsabilidade. Temos o dever moral de tomar medidas para limitar as alterações climáticas. Se não fizermos isso, seremos julgados pelos nossos filhos e nossos netos.”

O encontro começa nesta segunda-feira (25), em Genebra, e segue até o dia 12 de junho. É possível acompanhar algumas das reuniões em tempo real, pela Internet. Todos os detalhes em www.wmo.int/congress