Conferência de Varsóvia chega ao fim com avanços rumo ao acordo global sobre clima

Países terão que intensificar preparação doméstica para acordo e apresentar contribuições nacionais até o primeiro trimestre de 2015.

Além dos conflitos, um dos motivos do deslocamento forçado de milhares de pessoas em Jowhar, Somália, são as enchentes. Foto: ONU/Tobin Jones

Além dos conflitos, um dos motivos do deslocamento forçado de milhares de pessoas em Jowhar, Somália, são as enchentes. Foto: ONU/Tobin Jones

A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 19), na Polônia, foi encerrada no sábado (23) com avanços na direção ao acordo global sobre clima em 2015 e outras decisões importantes para a redução de emissões de gases do efeito estufa no desmatamento.

“Varsóvia definiu o caminho para que governos possam trabalhar na versão preliminar de um novo acordo global a tempo da próxima Conferência, no Peru, no ano que vem. Este é uma etapa essencial para chegar ao acordo final em Paris, em 2015”, afirmou o presidente da COP 19, Marcin Korolec.

No contexto de 2015, as nações concordaram em iniciar ou intensificar a preparação das contribuições nacionais para o acordo, que deverá entrar em vigor em 2020. Os planos que estiverem prontos serão apresentados até o primeiro trimestre de 2015, antes da COP de Paris. Também se chegou ao consenso de que os países intensificarão o trabalho para reduzir a lacuna de emissões até 2020.

A conferência também decidiu pela criação de mecanismo que ofereça proteção maior para as populações mais vulneráveis às mudanças climáticas. O Mecanismo Internacional de Varsóvia para Perdas e Danos começará a ser construído no ano que vem.

“Vimos um progresso essencial. Mas reforço que estamos testemunhando eventos climáticos extremos com uma frequência cada vez maior, e os mais pobres e vulneráveis pagam o preço. Agora os governos, em especial dos países desenvolvidos, têm que fazer seu dever de casa para colocar seus planos em prática a tempo da conferência de Paris”, lembrou a secretaria executiva da Convenção Quadro da ONU para Mudanças Climáticas (UNFCCC), Christiana Figueres.

Saiba mais sobre os resultados da COP 19 em inglês aqui.