Conferência da UNESCO e da Universidade das Nações Unidas debate patrimônio e conflito

O evento, que assinala o aniversário de 60 anos da Convenção para a Proteção de Bens Culturais em Caso de Conflito Armado de 1954, é uma oportunidade para refletir e compartilhar as melhores práticas de proteção do patrimônio cultural em tempos de conflito.

A conferência será aberta pela diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova. Foto: ONU/ Paulo Filgueiras

A conferência será aberta pela diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova. Foto: ONU/ Paulo Filgueiras

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Universidade das Nações Unidas (UNU) organizam a Conferência Internacional sobre Salvaguarda do Patrimônio Cultural durante Conflitos Armados, que acontecerá nesta quinta-feira (12), na sede da UNESCO, em Paris.

O evento, que assinala o aniversário de 60 anos da Convenção para a Proteção de Bens Culturais em Caso de Conflito Armado de 1954, é uma oportunidade para refletir e compartilhar as melhores práticas de proteção do patrimônio cultural em tempos de conflito.

A conferência será aberta pela diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, e pelo diretor do Instituto sobre Estudos Comparativos de Integração Regional (UNU-CRIS), Luk Van Langenhove, e contará com palestras ministradas por Jean Marie Le Clezio, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2008, e Bertrand Badie, professor de Ciências Políticas em Paris.

Os principais especialistas do mundo na área também irão revisar a forma como conflitos têm ocorrido nas últimas seis décadas, desde guerras internas até confrontos étnico-políticos. Os participantes poderão refletir, ainda, sobre as formas de melhorar a coordenação e prevenir perdas patrimoniais, assim como formas de promover a preservação.