Conferência da ONU debate rápida evolução das tecnologias na radiocomunicações

Encontro busca novas maneiras de regular serviços e aplicações de rádio. Aumento da demanda por wifi gera maior competição por radiofrequências e enfatiza necessidade de gestão global dessas ondas.

Foto: swpc.noaa.gov

Foto: swpc.noaa.gov

Entre os dias 2 a 27 de novembro, a Conferência Mundial da ONU de Radiocomunicação discute a rápida evolução das tecnologias de informação e comunicação (TIC). O encontro conta com 3 mil participantes representando mais de 160 países-membros da União Internacional de Telecomunicações (UIT) e procura “definir novas e melhores formas de regular os serviços e aplicações de rádio”, segundo o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao.

“Com a expansão implacável de serviços wifi pelo mundo, todos os serviços dependentes de ondas de rádio competirão por uma parte do espectro da frequência de rádio para apoiar novas aplicações, aumentando o número de usuários e explodindo o tráfico”, explicou François Rancy, diretor do departamento de Radiocomunicação da UTI.

A conferência também procura garantir a gestão global da frequência de rádio e da órbita de satélites, além de assegurar que as pessoas possam viajar de forma segura enquanto fazem uso da radiocomunicação de alta performance.

“Em um mundo onde as radiocomunicações assumem papel cada vez mais importante na conexão de pessoas, estou convencido de que o resultado da conferência vai contribuir em direção à construção de um mundo melhor para todos”, acrescentou Zhao.

Saiba tudo sobre o encontro clicando aqui.