Comitê de Segurança Alimentar recomenda transparência e coordenação para conter preços dos alimentos

Comitê da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação recomenda que todos os países participem do novo Sistema de Informação sobre Mercados Agrícolas estabelecido pelo G-20.

COMITÊ DE SEGURANÇA ALIMENTARComo forma de reduzir as oscilações dos preços dos alimentos, os participantes da 37ª sessão do Comitê de Segurança Alimentar (CFS) da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) recomendaram aumentar a transparência e a coordenação nos mercados mundiais, entre outras medidas.

O Comitê, que esteve reunido em Roma entre os dias 17 e 22 deste mês, pediu aos principais países produtores e consumidores de alimentos que participem do novo Sistema de Informação sobre Mercados Agrícolas (AMIS, na sigla em inglês), estabelecido pelo G-20, além de disponibilizar produtos de alta qualidade e dividir informações de mercado.

O grupo também recomenda aos governos o desenvolvimento de redes de proteção social estáveis e de longo prazo, direcionadas às camadas vulneráveis da população, com atuação em âmbito nacional e local. Foi reforçado ainda o pedido para que os governos aumentem os investimento na agricultura familiar e em políticas de gênero e nutrição.

O Comitê é a principal plataforma internacional e intergovernamental de discussão de medidas para garantir a segurança alimentar em nível mundial.

Os resultados das discussões estão nas Diretrizes de governo para o acesso à terra, pesca e florestas no contexto da segurança alimentar nacional.