Comissão da ONU paga 1,19 bilhão de dólares ao Kuwait pela invasão do Iraque em 1990

A Comissão de Compensação da ONU, que resolve os pedidos de indenização devido à invasão do Kuwait em 1990 pelo Iraque, colocou à disposição do governo do Kuwait 1,19 bilhão de dólares.

O campo de petróleo Al Maqwa, incendiado pelas forças de ocupação do Iraque, em 1991. Foto: ONU/John Isaac

O campo de petróleo Al Maqwa, incendiado pelas forças de ocupação do Iraque, em 1991. Foto: ONU/John Isaac

A Comissão de Compensação das Nações Unidas (UNCC), que resolve os pedidos de indenização daqueles que sofreram perdas devido à invasão do Kuwait em 1990 pelo Iraque, colocou à disposição do governo do Kuwait 1,19 bilhão de dólares nesta quinta-feira (24).

Com este pagamento, a UNCC já desembolsou 46,7 bilhões de dólares, deixando cerca de 5,7 bilhões restantes para serem direcionados à última petição pendente, afirmou um comunicado de imprensa emitido pela Comissão da UNCC em Genebra(Suíça).

Esta reivindicação de categoria E, feita por corporações e outras entidades legais, foi apresentada pelo Governo do Kuwait em nome da Corporação de Petróleo do Kuwait, que foi reembolsada em 14,7 bilhões dólares no ano 2000 pelas perdas de produção e vendas de petróleo como resultado dos danos causados aos campos petrolíferos do Kuwait. Este valor representa a maior indenização concedida pela Comissão.

Os pedidos aceitos são pagos com recursos retirados do Fundo de Compensação das Nações Unidas, que recebe 5% da receita gerada pelas vendas da exportação de petróleo e produtos petrolíferos iraquianos.

A Comissão foi criada em 1991 como um órgão subsidiário do Conselho de Segurança da ONU. Recebeu quase três milhões de reivindicações, incluindo a solicitação de cerca de 100 governos, seus cidadãos ou empresas por perdas e danos ocorridos como resultado direto da invasão do Iraque e a ocupação do Kuwait a partir de 02 de agosto de 1990 a 2 de março de 1991.