Começa nesta terça-feira (31) terceira conferência de doadores para a Síria

Entrando no seu quinto ano, a crise síria deixa atualmente 12,2 milhões de pessoas precisando de ajuda.

Crianças sírias abrigadas na entrada de uma casa, em meio a tiros e bombardeios, em uma cidade afetada pelo conflito. Foto: UNICEF/ Alessio Romenzi

Crianças sírias abrigadas na entrada de uma casa, em meio a tiros e bombardeios, em uma cidade afetada pelo conflito. Foto: UNICEF/ Alessio Romenzi

Com a deterioração da crise na Síria, a coordenadora de Ajuda de Emergência das Nações Unidas, Valerie Amos, convocou nesta segunda-feira (30) a comunidade internacional a contribuir, da forma mais generosa possível, na Terceira Conferência Internacional de Ajuda Humanitária para a Síria, que se inicia no dia 31 de março, na Cidade do Kuwait.

“As necessidades estão aumentando e, embora a quantia ofertada pelos doadores também esteja crescendo, ela não aumenta no mesmo ritmo. Quero agradecer aos doadores por ficarem conosco, mas todos sabemos que uma solução política tem que ser encontrada para que a violência que temos visto diariamente diminua”, disse Amos, lembrando que a conferência busca levantar fundos para implementar o Plano de Resposta da Síria 2015 e Plano Regional de Refugiados e Resiliência 2015-2016.

Entrando no seu quinto ano, a crise síria deixa atualmente 12,2 milhões de pessoas precisando de ajuda. Quase metade da população do país árabe foi forçada a deixar suas casas – 3,8 milhões fugiram para outros países e 7,6 milhões foram deslocadas internamente – tornando essa a maior crise de deslocamento do mundo.