Combater crime internacional é fundamental para desenvolvimento sustentável, diz chefe da ONU

Segundo diretor de Escritório da ONU para o tema, Estados fracos e frágeis — especialmente os prejudicados pelo conflito — são mais vulneráveis às drogas e ao crime.

Diretor Executivo do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), Yury Fedotov. Foto: Serviço de Informação das Nações Unidas em Viena

Diretor Executivo do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), Yury Fedotov. Foto: Serviço de Informação das Nações Unidas em Viena

O crime internacional prejudica o desenvolvimento sustentável, dificulta o acesso à educação e desencoraja as oportunidades de investimento, disse nesta segunda-feira (22) o chefe do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), acrescentando que interromper o fluxo de lucros ilegais tornou-se crucial para o sucesso do combate ao crime.

Falando na abertura da 22ª sessão da Comissão sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, em Viena, Áustria, o Diretor Executivo do UNODC, Yury Fedotov, advertiu que as atividades criminosas ininterruptas podem afetar a realização das metas para 2015 de combate à pobreza, conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), com especial ênfase em países que mais precisam combatê-las.

“Nós sabemos que os Estados fracos e frágeis, especialmente os prejudicados pelo conflito, são mais vulneráveis às drogas e ao crime”, disse Fedotov. “E sabemos que o crime prejudica o desenvolvimento sustentável, dificulta o acesso à educação e ao emprego e afasta investidores estrangeiros e nacionais.”

Ele observou que um consenso internacional estava progressivamente emergindo para o Estado de Direito para ser integrado à agenda de desenvolvimento pós-2015, no que seria um movimento crucial para a promoção do desenvolvimento.

“Temos que aproveitar isso para garantir que o nosso trabalho na área do Estado de Direito e da Justiça esteja devidamente alinhado com o desenvolvimento social e econômico sustentável.”


Comente

comentários