Combate à AIDS é exemplo para o cumprimento das metas globais da ONU, diz UNAIDS

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) divulgou uma nova publicação sobre a epidemia e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Documento mostra como a resposta à doença e ao vírus oferece exemplos que podem ajudar o mundo a cumprir as metas da ONU sobre pobreza e outros problemas sociais. Ao mesmo tempo, análise ressalta que o cumprimento dos ODS também contribui para lidar com desafios de saúde pública.

Michel Sidibé, diretor-executivo do UNAIDS, durante o Fórum Político de Alto Nível da ONU, em Nova Iorque. Foto: UNAIDS

Michel Sidibé, diretor-executivo do UNAIDS, durante o Fórum Político de Alto Nível da ONU, em Nova Iorque. Foto: UNAIDS

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) divulgou neste mês (14) nova publicação sobre a epidemia e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Documento mostra como a resposta à doença e ao vírus oferece exemplos que podem ajudar o mundo a cumprir as metas da ONU sobre pobreza e outros problemas. Ao mesmo tempo, análise ressalta que o cumprimento dos ODS também contribui para lidar com desafios de saúde pública.

“A resposta à AIDS tem anos de experiência centrada nas pessoas para avançar nosso compromisso com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, defendeu o diretor-executivo do UNAIDS, Michel Sidibé, durante o Fórum Político de Alto Nível da ONU, em Nova Iorque, onde a publicação foi divulgada.

O programa das Nações Unidas lembra que nenhum ODS pode ser alcançado isoladamente. A conexão entre cada meta se aproxima da abordagem que governos, ONGs e organismos internacionais adotaram para lidar com a AIDS.

O conceito de “cuidados centrados na pessoa” surgiu no início da epidemia, com o reconhecimento de que a doença não poderia chegar ao fim sem que fossem investigados os múltiplos fatores que influenciam a saúde, a vulnerabilidade, a igualdade e a independência econômica dos indivíduos afetados.

Ao colocar a pessoa — com todas as suas necessidades complexas e interconectadas — no âmago da resposta de saúde pública, os serviços de atendimento à população vivendo com HIV devem se tornar mais integrados, mais inclusivos e mais receptivos.

O relatório Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Resposta ao HIV apresenta relatos e casos que ilustram a conexão entre a epidemia e cada um dos 17 ODS.

Uma das histórias é a do brasileiro Welber, que descobriu que vivia com HIV no ano passado, no dia seguinte às comemorações do Natal. Passado o susto inicial com o diagnóstico, o jovem de 23 anos se informou e viu que, com a terapia antirretroviral, ele conseguiria controlar a infeção. Conheça a história do rapaz clicando aqui.

Acesse a publicação clicando aqui (em inglês).