Com cooperação da UNESCO, prêmio sobre ensino de arte no Brasil recebe inscrições até 10 de junho

Realizado com a cooperação da UNESCO, o Prêmio Arte na Escola Cidadã chega à sua 19ª edição em 2018. Iniciativa vai reconhecer cinco dos mais de 500 mil professores que lecionam Artes na educação básica brasileira. Premiação busca projetos de docentes que mobilizam e transformam alunos, cidadãos e comunidades. Vencedores ganharão 10 mil reais e as escolas onde trabalham receberão equipamentos e publicações.

Visitante contempla obra 'Encontro das Águas', de Sandra Cinto. Foto: Prêmio Arte na Escola Cidadã

Visitante contempla obra ‘Encontro das Águas’, de Sandra Cinto. Foto: Prêmio Arte na Escola Cidadã

Realizado com a cooperação da UNESCO, o Prêmio Arte na Escola Cidadã chega à sua 19ª edição em 2018. Iniciativa vai reconhecer cinco dos mais de 500 mil professores que lecionam Artes na educação básica brasileira. Premiação busca projetos de docentes que mobilizam e transformam alunos, cidadãos e comunidades. Vencedores ganharão 10 mil reais e as escolas onde trabalham receberão equipamentos e publicações.

Neste ano, a artista Sandra Cinto foi escolhida como homenageada para inspirar os trabalhos com os alunos. Todos os educadores inscritos no prêmio receberão um material educativo com propostas pedagógicas sobre a obra Encontro das Águas. Os professores também participarão de um curso online com Cinto, voltado para o ensino de Artes a partir do desenho, linguagem central em suas criações.

Em o Encontro das Águas, a artista realiza um mural de escala monumental. A representação congela um instante de um mar revolto, formado por delicados e contidos gestos, onde cada traço torna-se gota e cada gota também é mar.

A premiação é promovida pelo Instituto Arte na Escola por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Banco Bradesco. Desde sua primeira edição, em 2000, o Prêmio conta com a cooperação da representação da UNESCO no Brasil.

Professores ou equipes de professores que desenvolveram projetos em Artes Visuais, Dança, Música e/ou Teatro, realizados nos anos de 2016, 2017 e/ou concluídos até maio de 2018, em escolas de ensino regular, públicas ou particulares, de todo o território nacional.

Inscrições vão até 10 de junho e devem ser feitas exclusivamente por meio do site http://www.artenaescola.org.br/premio.

Quem pode participar

Professores ou equipes de professores que desenvolveram projetos em Artes Visuais, Dança, Música e/ou Teatro, realizados nos anos de 2016, 2017 e/ou concluídos até maio de 2018, em escolas de ensino regular, públicas ou particulares, de todo o território nacional.

Premiação

São cinco categorias de premiação: Educação Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Os professores premiados recebem 10 mil reais, publicações e certificado, além de participarem da cerimônia de premiação e de vivências culturais na cidade de São Paulo. As escolas nas quais os projetos foram desenvolvidos também recebem prêmios, como equipamentos e publicações para a biblioteca.

Cada professor vencedor tem ainda seu projeto registrado em um documentário produzido pelo Instituto Arte na Escola. Após a cerimônia de premiação, os cinco documentários será transformados em materiais formativos para outros professores de Artes.