Com apoio do UNICEF, jovens maranhenses realizam torneio de futsal

Direito a esporte, lazer e cultura foi discutido por adolescentes do bairro de Coroadinho, na capital São Luís, dentro do projeto Plataforma dos Centros Urbanos, promovido pela agência da ONU em parceria com os municípios.

Dentro da semana em que se celebra o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e a Paz, jovens realizaram, na capital maranhense, o ‘Torneio de Futsal – Marcando gols em defesa de direitos – Esporte, lazer e cultura’. A atividade foi realizada na manhã do último sábado (9), no Centro de Ensino Dorilene Silva Castro, no bairro do Coroadinho.

O objetivo do torneio é incentivar crianças, adolescentes e jovens a despertar e desenvolver suas habilidades esportivas e discutir o direito ao esporte, lazer e cultura no município de São Luís. Os pontos dos times não se resumirão aos gols: durante a partida, haverá intervalos em que as equipes responderão perguntas sobre o tema e que também valerão pontos.

Além do torneio, haverá apresentação de coral, de skatistas e de grupos de hip-hop. As atividades envolverão as escolas Dorilene Silva Castro e Rubem Almeida, além de contar com a parceria do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Coroadinho.

A ação deste sábado faz parte de uma série de atividades de mobilização nos sete territórios de atuação do projeto ‘Adolescentes da Plataforma dos Centros Urbanos no Controle Social’, focadas no combate a diversos tipos de violência e violação de direitos de crianças e adolescentes.

A realização do projeto é da Agência Matraca em parceria com o UNICEF, por meio da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU).

As mobilizações organizadas pelos adolescentes se iniciaram no sábado anteriores (2), com uma minigincana envolvendo escolas do território da Cidade Olímpica, com o tema ‘Violência contra Meninas’. Confira aqui as próximas atividades.

Sobre a Plataforma dos Centros Urbanos

A Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) é uma contribuição do UNICEF, em parceria com prefeituras e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) das cidades participantes, visando à redução das desigualdades que afetam a vida de crianças e adolescentes.

Em São Luís, desde o final de 2013, vem sendo realizadas uma série de atividades com comunidades de territórios mais vulneráveis quanto às políticas que garantem os direitos de crianças e adolescentes, considerando sempre a participação social como ponto fundamental. Atualmente, são trabalhados os territórios da Cidade Olímpica, Coroadinho, Tirical, Mauro Fecury, Maracanã, Tibiri e Vila Embratel.

Partindo da mesma premissa que norteia a PCU, o projeto com os adolescentes foca na participação de jovens como protagonistas em seus territórios, estimulando sua articulação como partícipes das mudanças que levarão à melhoria de condições de vida de crianças e adolescentes.