Com apoio do UNIC Rio, Cinemão apresenta o ‘Favela na Tela – Mostra Criativos Populares’

Exibição gratuita de longas e curtas deste mês será nas comunidades de Arará (14), Jacaré (15), Andaraí (21) e Nova Divinéia (22), sempre a partir das 18h30. Todas as sessões são regadas a pipoca e terão a favela e seus “crias” como temática central. Também haverá uma exposição fotográfica sobre a beleza e o cotidiano das favelas cariocas.

Com apoio do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), o Projeto Cinemão apresenta durante o mês de setembro o “Favela na Tela – Mostra Criativos Populares”. A mostra gratuita exibirá longas e curtas-metragens e promoverá debates regados a pipocas. Todas as sessões têm a favela e seus “crias” como temática central. Haverá também uma exposição fotográfica.

Arte: Cinemão

Arte: Cinemão

O Cinemão privilegiou filmes dirigidos por moradores de comunidade e bairros populares do Rio de Janeiro. O projeto também contou com a curadoria voluntária da produtora Cavídeo e do coletivo Cineclube Mate com Angu, da Baixada Fluminense.

O Favela na Tela percorrerá quatro comunidades: Arará (14/9), Jacaré (15/9), Andaraí (21/9) e Nova Divinéia (22/9). As sessões começam sempre às 18h30.

Longas

Pré-Estreia Nacional “Remoção” – Filme documentário sobre o processo de remoção das favelas da zona sul do Rio de Janeiro (Parque Proletário da Gávea, na Gávea; Praia do Pinto, no Leblon; Ilha das Dragas e Morro da Catacumba, na Lagoa; Morro Macedo Sobrinho, em Botafogo e Morro do Pasmado, em Copacabana), nas décadas de 1960 e 1970, que deram origem à primeira experiência de criação de conjuntos habitacionais, criando os conjuntos de Vila Kennedy, Vila Aliança, Cidade de Deus, Cidade Alta, em Cordovil, Dom Jayma Câmara, em Padre Miguel, e a Cruzada São Sebastião. (Dirigido por Luiz Antônio Pilar e Anderson Quack – Central Única das Favelas)

Onde a Coruja Dorme” – Bezerra da Silva vai “onde a coruja dorme”. Dos morros cariocas e da Baixada Fluminense vem uma das produções musicais mais interessantes do Brasil: sambas feitos por trabalhadores, crônicas cáusticas, mas bem-humoradas de compositores anônimos garimpados por Bezerra. (Direção: Marcia Derraik e Simplício Neto)

Série Documental

Periferias Musicais” – A série Periferias Musicais revela 16 talentos das favelas e periferias do Rio de Janeiro, indicados por correspondentes comunitários do portal ” Viva Favela” e curadores convidados. Realização: Viva Rio

Curtas

Mc Magalhães uma lenda viva do funk” – Registro poético na rotina desse artista ícone do funk carioca. Conhecido por ser um performático vendedor ambulante, sua intervenção urbana já atravessa gerações e diversas lendas são criadas ao seu respeito. (Direção: Marcelo Gularte)

Proibidão” – A partir da história do MC Smith, jovem morador do Complexo da Penha, na zona norte do Rio, o filme busca entender o fenômeno do funk proibido, sua origem e sucesso. (Direção: Ludmila Curi e Guilherme Arruda)

Queimado” – O cotidiano embotado, ruidoso e solitário de Grande será invadido pela expressão visceral da natureza. Janaína virou mulher. (Direção: Igor Barradas)

A distração de Ivan” – O filme conta de forma lírica a história de Ivan, um menino de 11 anos que vive com a avó no subúrbio do Rio de Janeiro e amadurece em meio ao cotidiano de brincadeiras e brigas com os amigos. (Direção: Gustavo Melo e Cavi Borges)

Deixa Voar” (5x Favelas) – Flávio, de 17 anos, deixa que a pipa de um amigo voe. Para buscá-la ele precisa ir à favela de uma facção rival. Mesmo com medo, ele decide buscar a pipa. (Direção: Cadu Barcelos)

Tempo de Criança” – Uma construção poeticamente dramática sobre o cotidiano de uma menina, que tem que ser grande quando a mãe não está em casa. (Direção: Vagner Novaes)

Tornado” – Um tornado atinge a periferia do Rio de Janeiro. (Direção: Luciano Vidigal)

7 min” – Os últimos sete minutos de vida de um traficante de drogas. (Direção: Julio Pecly e Paulo silva)

Picolé, pintinho e pipa“- O carro do troca-troca está passando na sua rua: garrafa velha, bacia velha, garrafão de vinho vazio, motor de geladeira; o moço troca por picolé, pintinho e pipa. (Direção: Gustavo de Melo)

Pra ser cantora é só me deixarem cantar” – Com mais de 70 anos, Mariuzá esbanja talento e quer reviver os tempos áureos da fama. (Direção: Alberto Bellezia)

Consciente Irracional” – Um momento da vida de um jovem mergulhado no mundo das drogas, pagando as consequências de sua consciência irracional. (Direção: Erick Maxmiano / Coletivo Favela Filmes)

Coletânia de Curtas Cineclube Mate Com Angu” – Mais de duas horas de programação de filmes realizados durante 10 anos do coletivo da Baixada Fluminense.

Experimentais

Meditação” – Curta-metragem experimental em HD feito por Careca Arts e Kapella. (Direção: Careca Arts)

Bromelio in action” – Bromélio interage com um corpo estranho espetado no meio da selva. Primeira de uma série de várias aventuras revolucionárias. (Direção: Careca Arts – Arará)

Fotografia – Exposição Digital

Viver na Favela
Fotógrafo: João Lima nasceu em Parnaíba, Piauí, em 1988. Desde os 9 anos mora no Rio de Janeiro, onde graduou-se em Jornalismo pela PUC-Rio. Desde 2012, integra coletivos de fotografia e registra a beleza e o cotidiano das favelas cariocas. Também é apaixonado por cinema.

Serviço

Favela na Tela – Mostra Criativos Populares
Dia 14 de setembro, sábado
Praça Matupiri, sem número, Arará (referência: creche Arara Azul)

Dia 15 de setembro, domingo
Quadra do Azul – Jacarezinho, Jacaré

Dia 21 de setembro, sábado
Rua Leopoldo, 497 – Praça da Mina, Andaraí

Dia 22 de setembro, domingo
Rua Engenheiro Morsing, 220, Nova Divinéia – Andaraí (referência: na frente da cabine da UPP. A rua será fechada no dia da mostra)

Mais informações: http://www.cinemao.org