Com apoio da ONU, Malauí e Moçambique trocam experiências sobre programas de alimentação

Programa de Aquisição de Alimentos África (PAA África) promoveu workshop sobre o vínculo entre mercados institucionais, compras locais, agricultura familiar e alimentação escolar.

Foto: PAA África

Foto: PAA África

Entre os dias 4 e 8 de maio, representantes do Malauí e de Moçambique se reuniram para participar de uma oficina de três dias no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos África (PAA África). O workshop proporcionou um espaço onde os participantes puderam aprofundar os seus conhecimentos e aprender lições importantes para ajudar na formulação de políticas públicas eficazes relacionadas com a ligação entre mercados institucionais, compras locais, agricultura familiar e alimentação escolar em seus países.

Para o coordenador do PAA África, Israel Klug, o programa está baseado em pilares importantes: apoio à produção dos pequenos agricultores, proporcionando acesso justo ao mercado local para as associações de agricultores, e o suporte às escolas no desenvolvimento de programas de alimentação escolar.

Através destes pilares, o PAA África visa a integrar as intervenções de agricultura com iniciativas de proteção social, tendo como foco agricultores vulneráveis e incentivando o consumo de alimentos produzidos localmente. Essa dinâmica gera, assim, impactos sobre a segurança alimentar e nutricional das crianças que frequentam as escolas e a construção de comunidades agrícolas mais resilientes.

O workshop foi uma resposta a um pedido vindo diretamente de Malauí e de Moçambique, como forma de compartilhar e aprender com suas respectivas experiências no âmbito do programa. No Malauí, por exemplo, o PAA África foi implementado colocando grande enfoque nas compras de produtos frescos e diversificados, com a descentralização de recursos para compras diversificadas nas escolas, promovida pelo Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA) e pelo Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia.

Já Moçambique tem desenvolvido um robusto Programa Nacional de Alimentação Escolar (PRONAE) que permitiu a elaboração de cardápios escolares nutricionalmente balanceados e diversificados. Saiba mais sobre o workshop clicando aqui.