Com apoio da ONU, Brasil e Etiópia trocam experiências em alimentação escolar

O objetivo é ampliar as trocas de experiências com o Brasil para desenvolver estratégias para garantir sustentabilidade a um programa nacional de alimentação escolar.

A segunda visita de estudos da Etiópia ao Brasil contou com a participação de quatro ministros. Foto: PMA/Vinicius Limongi

A segunda visita de estudos da Etiópia ao Brasil contou com a participação de quatro ministros. Foto: PMA/Vinicius Limongi

Uma delegação da Etiópia chega ao Brasil nesta segunda-feira (23) para uma visita de estudos com foco em alimentação escolar vinculada à agricultura familiar, organizada pelo Centro de Excelência contra a Fome da ONU. Essa será a terceira visita de estudos da Etiópia e o objetivo é ampliar as trocas de experiências com o Brasil para desenvolver estratégias para garantir sustentabilidade a um programa nacional de alimentação escolar.

Desde 1994, o governo da Etiópia desenvolve um programa de alimentação escolar em colaboração com o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas. Esse programa ainda não cobre todas as regiões do país, mas ainda assim tem sido uma intervenção de sucesso nas últimas duas décadas, contribuindo para numerosos resultados em educação e para uma crescente demanda para intervenção em várias regiões do país.

A troca de experiências esperada para a terceira visita de estudos, que acontece de 23 a 30 de março, servirá de subsídio para o desenho e a implementação de uma estratégia para garantir a sustentabilidade do programa nacional de alimentação escolar. Para adquirir os conhecimentos almejados, a delegação fará uma extensa visita de campo aos municípios de Serrinha e Conceição do Coité, na região do semiárido da Bahia. Acompanhe em facebook.com/WFPCEAHBrazil