Cidades são fundamentais para mitigar impacto da mudança climática, afirma secretário-geral da ONU

Assunto fará parte das discussões da Cúpula do Clima 2014 que acontecerá em setembro, em Nova York, durante a Assembleia Geral com a presença de Chefes de Estado, representantes da sociedade civil, do mundo corporativo e lideranças locais.

Moradores da favela Kibera realocados para novas casas em Nairóbi (Quênia). Foto: ONU-Habitat/Nathan Kihara.

Durante uma sessão de alto nível das negociações climáticas lideradas pelas Nações Unidas dedicada ao papel das cidades no controle do aquecimento global e os outros efeitos da mudança climática, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta quinta-feira (21) mudanças nas cidades do mundo. “Cidades são mecanismos de dinamismo e criatividade. Em muitos aspectos, elas são um local de ensaio em nossos esforços para combater as mudanças climáticas, construir resiliência e alcançar um desenvolvimento mais rápido e equitativo”, disse Ban em Varsóvia (Polônia).

“Muitos de vocês nesta sala trabalham na linha de frente das mudanças climáticas. Estamos todos familiarizados com os desafios. Nossa responsabilidade compartilhada é transformá-los em oportunidades. Ao transformar como planejamos nossas cidades, construímos nossas casas e transportamos nossos bens, podemos inaugurar um futuro de baixo carbono que beneficie as pessoas e o planeta”, afirmou.

Com mais de 50% da população global vivendo em cidades – e a com essa proporção crescendo rapidamente, especialmente na Ásia e na África – cidades sustentáveis oferecem benefícios substanciais para áreas urbanas e rurais, desde a eficácia energética até a saúde pública e qualidade de vida em geral, disse Ban. Ele ainda ressaltou a importância das cidades para a coesão social e redução de risco de desastres.

O secretário-geral se reuniu com representantes de várias organizações regionais e países que participaram da Conferência sobre Mudanças Climáticas, incluindo ministros da Aliança dos Pequenos Estados Insulares (AOSIS), países do G-77 e China , o Grupo África, países do  BASIC (Brasil, África do Sul, Índia e China) e da União Europeia. Em todos esses encontros Ban falou sobre a Cúpula do Clima 2014 que acontecerá em setembro, em Nova York, durante a Assembleia Geral com a presença de Chefes de Estado, representantes da sociedade civil, do mundo corporativo e lideranças locais.