Chuvas na Somália dificultam ajuda humanitária

Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) disse hoje (11/11) que a má condição das estradas impossibilita chegada de assistência a locais em situação crítica.

As fortes chuvas estão dificultando a atuação da ajuda humanitária na Somália. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) disse nesta quinta-feira (11/11) que a má condição das estradas está impossibilitando a chegada da assistência a locais em situação crítica.

No último final de semana, seis caminhões carregando 180 refugiados internos de Afgooye chegaram em Dobley após passar 27 dias em estradas alagadas. Além dos riscos climáticos, há relatos da atuação do grupo islâmico Al Shabaab nas estradas e na fronteira com o Quênia, onde muitos somalis procuram os campos de refugiados.

Para lidar com a situação de emergência, o ACNUR e parceiros devem finalizar em breve uma avaliação dos assentamentos de pessoas descoladas internamente (IDP) na capital do país, Mogadíscio. Resultados preliminares indicam a existência de cerca de 300 locais para estas pessoas na capital.