Chefes de Estado se reúnem pela 1ª vez na ONU para debater fim da tuberculose

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Encontro em Nova Iorque acontece em 26 de setembro. Objetivo é chegar a um consenso sobre recomendações para eliminar a doença em todo o mundo até 2030. Em 2016, 1,7 milhão de pessoas morreram por causa da infecção — 25% dos óbitos foram registrados entre indivíduos vivendo com HIV.

Assembleia Geral da ONU, na sede do organismo internacional, em Nova Iorque. Foto: ONU/Manuel Elias

Assembleia Geral da ONU, na sede do organismo internacional, em Nova Iorque. Foto: ONU/Manuel Elias

Pela primeira vez na história da ONU, chefes e ministros de Estado vão se reunir para definir estratégias globais contra a tuberculose. Encontro em Nova Iorque acontece em 26 de setembro. Objetivo é chegar a um consenso sobre recomendações para eliminar a doença em todo o mundo até 2030. Em 2016, 1,7 milhão de pessoas morreram por causa da infecção — 25% dos óbitos foram registrados entre indivíduos vivendo com HIV.

Um dos participantes da primeira Reunião de Alto Nível sobre tuberculose, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) realiza ao longo do mês de setembro uma campanha de conscientização sobre o tema. O organismo internacional vai abordar os riscos específicos de quem vive com HIV. Uma em cada dez ocorrências de tuberculose ocorre entre pessoas com o vírus.

Para acompanhar a mobilização online do UNAIDS, basta seguir a página brasileira do programa no Facebook, Twitter e Instagram. A iniciativa divulgará dados mundiais e nacionais, bem como informações sobre como se engajar com a resposta global à tuberculose.

A instituição da ONU também convida todas as pessoas a participarem da reunião de alto nível por meio das redes sociais, postando mensagens no Twitter e no Facebook com as hashtags #UNHLMTB (UN High-Level Meeting on TB, o nome em inglês do evento) e #EndTB (Acabe com a TB, em português). O programa incentiva que os usuários direcionem essas publicações aos chefes de Estado participantes do encontro.

Acesse os materiais disponíveis para compartilhamento nas redes sociais — clique aqui.

O UNAIDS defende políticas de saúde que lidem de forma combinada com as epidemias de HIV e tuberculose. A eliminação de ambas as infecções como um problema de saúde pública é uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Essa agenda da ONU deve ser cumprida até 2030.

Embora seja tratável e evitável, a tuberculose foi a nona maior causa de morte em todo o mundo em 2016. Um dos meios de combater a patologia é garantir o acesso a diagnóstico e tratamento nos serviços de atenção primária. O tema é um dos tópicos que serão debatidos em Nova Iorque.

O evento reunirá chefes de Estado, parlamentares, prefeitos e governadores de localidades com altas taxas de tuberculose, além de representantes da sociedade civil, ONGs, lideranças indígenas, organizações comunitárias, fundações filantrópicas, setor privado, academia e redes de pessoas vivendo com a doença.


Mais notícias de:

Comente

comentários