Chefe da ONU pede a líderes religiosos união e ‘fé na nossa humanidade comum’

Em uma mensagem em vídeo divulgada neste sábado (11), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, convocou líderes religiosos de todo o mundo e de todas as confissões a unir forças para trabalhar pela paz mundial ao “focar na nossa batalha comum para derrotar a COVID-19”.

Ao pedir a “renovação da fé na nossa humanidade comum diante da pandemia”, Guterres lembrou que este é um momento especial no calendário espiritual. “Para os cristãos, é a celebração da Páscoa. Os judeus estão a festejar o Pessach. E, em breve, os muçulmanos vão iniciar o mês sagrado do Ramadã”, destacou.

“Apresento os mais calorosos votos a todos quantos celebram esses importantes momentos. Sabemos que essas ocasiões são momentos de comunhão. De famílias reunindo-se. De abraços e apertos de mão e a união da humanidade. Mas este é um momento como nenhum outro”, afirmou o secretário-geral da ONU.

Em uma mensagem em vídeo divulgada neste sábado (11), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, convocou líderes religiosos de todo o mundo e de todas as confissões a unir forças para trabalhar pela paz mundial ao “focar na nossa batalha comum para derrotar a COVID-19”.

Ao pedir a “renovação da fé na nossa humanidade comum diante da pandemia”, Guterres lembrou que este é um momento especial no calendário espiritual. “Para os cristãos, é a celebração da Páscoa. Os judeus estão a festejar o Pessach. E, em breve, os muçulmanos vão iniciar o mês sagrado do Ramadã”, destacou.

“Apresento os mais calorosos votos a todos quantos celebram esses importantes momentos. Sabemos que essas ocasiões são momentos de comunhão. De famílias reunindo-se. De abraços e apertos de mão e a união da humanidade. Mas este é um momento como nenhum outro”, afirmou o secretário-geral da ONU.

“Procuramos todos atravessar um mundo estranho e surreal. Um mundo de ruas silenciosas. Lojas fechadas. Locais de culto vazios. E um mundo de preocupações. Estamos preocupados com nossos entes queridos que estão igualmente preocupados conosco. Como celebrar num momento como este?”

Segundo Guterres, é importante buscar inspiração “na essência dessas ocasiões sagradas” como momentos de reflexão, lembranças e renovação.

“À medida que refletimos, vamos guardar um pensamento especial para os heroicos profissionais de saúde nas linhas de frente, que combatem esse terrível vírus, e por todos quantos trabalham para manter as nossas cidades e vilas em funcionamento”, afirmou.

Guterres pediu ainda que sejam lembrados “os mais vulneráveis entre os vulneráveis” em todo o mundo – citando entre eles os que estão em zonas de guerra, campos de refugiados e favelas, bem como em todos os lugares menos preparados para combater o vírus.

“Vamos renovar nossa fé no próximo e extrair a força do bom que é estarmos reunidos em tempos conturbados, à medida que as comunidades de diversas confissões e tradições éticas se unem para olhar uns pelos outros”, disse o chefe das Nações Unidas. “Juntos, podemos e derrotaremos este vírus – com cooperação, solidariedade e fé na nossa humanidade comum.”

‘Regra de ouro’ (em inglês, ‘Golden Rule’), mosaico baseado em uma obra do artista norte-americano Norman Rockwell, é uma das atrações favoritas da visitação na sede das Nações Unidas em Nova Iorque. A obra foi um presente do governo norte-americano à ONU em 1985. O mosaico retrata pessoas de diferentes nacionalidades de pé, com os dizeres da chamada regra de ouro: ‘faça aos outros o que gostaria que fizessem a você’. Crédito da imagem: Norman Rockwell (1894-1978), Golden Rule, 1961. Oil on canvas, 44 1/2” x 39 1/2”. Story illustration for The Saturday Evening Post, April 1, 1961. Norman Rockwell Museum Collections. ©SEPS: Curtis Licensing, Indianapolis, IN.

‘Regra de ouro’ (em inglês, ‘Golden Rule’), mosaico baseado em uma obra do artista norte-americano Norman Rockwell, é uma das atrações favoritas da visitação na sede das Nações Unidas em Nova Iorque. A obra foi um presente do governo norte-americano à ONU em 1985.
O mosaico retrata pessoas de diferentes nacionalidades de pé, com os dizeres da chamada regra de ouro: ‘faça aos outros o que gostaria que fizessem a você’. Crédito da imagem: Norman Rockwell (1894-1978), Golden Rule, 1961. Oil on canvas, 44 1/2” x 39 1/2”. Story illustration for The Saturday Evening Post, April 1, 1961. Norman Rockwell Museum Collections. ©SEPS: Curtis Licensing, Indianapolis, IN.