Chefe da ONU parabeniza encontro de famílias das Coreias do Norte e do Sul separadas pela guerra

Ban Ki-moon enfatiza a necessidade de regularização de visitas. Famílias não se viam há mais de 60 anos.

Reunião de famílias da Coreia do Norte e Sul ocorrida em 2012. Foto: Wikicommons/Divided Families Foundation (CC)

Reunião de famílias da Coreia do Norte e Sul ocorrida em 2012. Foto: Wikicommons/Divided Families Foundation (CC)

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, elogiou nesta quarta-feira (21) o encontro de famílias norte e sul-coreanas separadas pela guerra e enfatizou que medidas como essa deveriam ser regularizadas e não submetidas à segurança policial.

Ban Ki-moon destacou a importância de mais diálogo entre os governos dos países. O chefe da ONU afirmou ainda estar encorajado pelo episódio e pelo acordo selado para amenizar as tensões entre as Coreias.

As famílias das Coreias do Norte e Sul estavam separadas há mais de 60 anos pela guerra. Mais de 400 sul-coreanos, a maioria idosos, cruzaram a fronteira para encontrar parentes.