Chefe da ONU parabeniza aprovação do plano de ação sobre financiamento do desenvolvimento pós-2015

Agenda de Ação Adis Abeba foi sancionada pela Assembleia Geral nesta segunda-feira (27). Para secretário-geral, esse é um passo importante que coloca o mundo num caminho mais próspero para esta e as futuras gerações.

Garantir educação inclusiva e equitativa é um dos objetivos do desenvolvimento sustentável. Foto: Banco Mundial/Dana Smillie

Garantir educação inclusiva e equitativa é um dos objetivos do desenvolvimento sustentável. Foto: Banco Mundial/Dana Smillie

A Assembleia Geral das Nações Unidas sancionou nesta segunda-feira (27) o novo programa de ação global para o financiamento do desenvolvimento sustentável adotado há duas semanas em uma conferência das Nações Unidas realizada em Adis Abeba, Etiópia. A iniciativa foi saudada pelo secretário-geral Ban Ki-moon como um passo importante que coloca firmemente o mundo num caminho mais próspero, justo e sustentável para esta e as futuras gerações.

O presidente da Assembleia Geral, Sam Kutesa, disse que a ação desta segunda “vai demonstrar ainda mais o nosso compromisso coletivo no sentido de erradicar a pobreza, alcançar o desenvolvimento sustentável e a construção de um futuro melhor para todos”, e exortou os Estados Membros das Nações Unidas a “fazer tudo o que for necessário para garantir que a Agenda de Ação Adis Abeba seja totalmente implementada”.

O documento final adotado na Terceira Conferência Internacional sobre o Financiamento do Desenvolvimento, que aconteceu no início deste mês, chamado Agenda de Ação, contém uma série de medidas corajosas para reformar as práticas de financiamento global e gerar investimentos para enfrentar uma série de desafios econômicos, sociais e ambientais.

A Agenda também abrange todas as fontes de financiamento e a cooperação em uma série de questões, incluindo a tecnologia, a ciência, a inovação, o comércio e a capacitação.