Chefe da ONU lamenta explosão fatal de oleoduto no México

Praça da Constituição, na Cidade do México. Foto: WikiCommons/Flickr/schlaeger

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, lamentou a explosão fatal de um oleoduto na sexta-feira (18) no estado de Hidalgo, no México. Segundo a imprensa, incidente deixou 89 mortos e outras 51 pessoas hospitalizadas. O chefe da ONU estendeu a assistência da Organização às autoridades nacionais.

De acordo com a mídia, a explosão foi causada por ladrões de combustível que perfuraram o oleoduto localizado ao norte da Cidade do México. O roubo de combustível se tornou um delito crescente no país nos últimos anos.

O porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, informou em comunicado no sábado (19) que Guterres lamentava a explosão e expressava suas condolências aos familiares das vítimas. O secretário-geral desejou ainda uma rápida recuperação aos feridos.

Guterres também expressou solidariedade ao povo e ao governo do México e afirmou que o Sistema ONU no país está pronto para fornecer assistência às autoridades nacionais.