Chefe da ONU condena ataques nos Estados Unidos

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou os ataques ocorridos durante o final de semana nos Estados Unidos, onde um atentado terrorista no sábado (3) deixou 22 mortos na cidade texana de El Paso, localizada na fronteira do país com o México.

Treze horas mais tarde, no estado de Ohio, um homem atirou contra pessoas num bairro boêmio do município de Dayton — nove indivíduos morreram e outros 27 ficaram feridos.

Bandeira dos EUA em Washington, D.C.. Foto: Flickr (CC)/Ryan Bodenstein

Bandeira dos EUA em Washington, D.C.. Imagem de arquivo. Foto: Flickr (CC)/Ryan Bodenstein

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou os ataques ocorridos durante o final de semana nos Estados Unidos, onde um atentado terrorista no sábado (3) deixou 22 mortos na cidade texana de El Paso, localizada na fronteira do país com o México. Treze horas mais tarde, no estado de Ohio, um homem atirou contra pessoas num bairro boêmio do município de Dayton — nove indivíduos morreram e outros 27 ficaram feridos.

Em mensagem divulgada por seu porta-voz, Guterres enfatizou “a necessidade de todos trabalharem juntos para enfrentar a violência enraizada no ódio, no racismo, na xenofobia e em todas as formas de discriminação”.

Em El Paso, um homem disparou contra os clientes de um complexo comercial, matando 20 pessoas e deixando mais de 20 feridas. Das vítimas fatais, sete eram mexicanas, segundo a imprensa. A polícia local informou que dois dos feridos faleceram nesta segunda-feira (5) no hospital.

O governador do Texas, Greg Abbot, afirmou no sábado que o ataque aparentava ser um crime de ódio. Autoridades federais descreveram o episódio como um caso de terrorismo doméstico. A polícia de El Paso identificou um manifesto racista e antimigrantes publicado na Internet pouco antes do ataque. A autoria do documento foi atribuída ao suspeito de realizar o crime.

Em Dayton, dos nove mortos no tiroteio, seis eram negros, de acordo com informações de agências de notícias.

O pronunciamento do chefe da ONU afirma que Guterres transmite as suas sinceras condolências às famílias e às pessoas próximas das vítimas. O secretário-geral também expressa solidariedade aos cidadãos e aos governos dos Estados Unidos e do México.


Comente

comentários