Chefe da ONU condena ataques em Mogadíscio e reitera apoio na luta contra o terrorismo

Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/Violaine Martin

Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/Violaine Martin

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou fortemente neste sábado (24) os ataques de 23 de fevereiro em Mogadíscio, capital da Somália. Pelo menos 38 pessoas foram assassinadas e muitas outras feridas.

Em um comunicado, Guterres enviou suas “profundas condolências às famílias das vítimas e ao povo e ao governo da Somália, e elogiou a resposta das forças de segurança somali e da AMISOM”, a Missão da União Africana na Somália.

O secretário-geral também reiterou “o pleno apoio das Nações Unidas às autoridades somalis na luta contra o terrorismo e a busca por uma Somália pacífica e estável”.


Comente

comentários