Chefe da ONU condena ataque terrorista que matou ao menos 50 na Turquia

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou no domingo (21) o ataque terrorista durante um casamento na cidade turca de Gaziantep — um ato realizado por um suicida que deixou ao menos 50 mortos e dezenas de feridos.

Ban Ki-moon condenou o ataque e disse esperar que os perpetuadores sejam rapidamente identificados e levados à Justiça, disse o porta-voz do secretário-geral da ONU em comunicado.

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou no domingo (21) o ataque terrorista durante um casamento na cidade turca de Gaziantep — um ato realizado por um suicida que deixou ao menos 50 mortos e dezenas de feridos.

Ban Ki-moon condenou o ataque e disse esperar que os perpetuadores sejam rapidamente identificados e levados à Justiça, disse o porta-voz do secretário-geral da ONU em comunicado.

O chefe da ONU também enfatizou a necessidade de intensificar os esforços regionais e internacionais para evitar e combater o terrorismo e o extremismo, segundo o comunicado.

No mesmo comunicado, o secretário-geral expressou sua profunda simpatia e condolências aos familiares das vítimas e ao governo e povo da Turquia, e desejou rápida recuperação aos feridos.