Chefe da Missão da ONU na Somália condena últimos ataques terroristas na capital do país

Segundo relatos da mídia, ao menos seis pessoas morreram no ataque suicida contra os veículos da delegação e outras seis ficaram gravemente feridas.

Mulheres descoladas internamente se organizam na distribuição de alimentos realizada pelo Crescente Vermelho dos Emirados Árabes Unidos em agosto de 2013. Foto: ONU/Tobin Jones

Mulheres descoladas internamente se organizam na distribuição de alimentos realizada pelo Crescente Vermelho dos Emirados Árabes Unidos em agosto de 2013. Foto: ONU/Tobin Jones

O chefe da Missão da ONU na Somália condenou firmemente o ataque nesta quarta-feira (24) do grupo terrorista Al-Shabaab contra uma delegação diplomática dos Emirados Árabes Unidos em Mogadíscio, capital da Somália, resultando em mortes.

Segundo relatos da mídia, ao menos seis pessoas morreram no ataque suicida contra os veículos da delegação e outras seis ficaram gravemente feridas.

“Eu condeno o terrível ataque contra civis inocentes e contra representantes internacionais dedicados à construção fundamental da paz e apoio à criação do Estado na Somália”, disse o representante especial do secretário-geral para a Somália e chefe da Missão de Assistência da ONU na Somália (UNSOM), Nicholas Kay, em um comunicado de imprensa.

Ele reiterou o compromisso da ONU para lutar contra o terrorismo no país e apoiar a Somália e a região na obtenção de segurança e estabilidade.