Cessar-fogo na Ucrânia está sob ameaça ‘continua e séria’, afirma novo relatório da ONU

O recomeço das hostilidades nos últimos dias em Donetsk pode levar o conflito no leste da Ucrânia a um nível nunca visto.

Ao apresentar o último relatório sobre a situação no leste da Ucrânia ao Conselho de Segurança da ONU, o secretário-geral assistente da ONU para assuntos políticos, Jens Anders Toyberg-Frandzen, afirmou, nesta quarta-feira (12) que a onda de hostilidades no país reacendida nos últimos dias está colocando o cessar-fogo acordado em setembro sob uma “tensão séria e contínua”.

Segundo Toyberg-Frandzen, o recomeço das hostilidades em Donetsk pode levar o conflito a um nível que “congelaria” o status quo atual no leste da Ucrânia por anos ou mesmo décadas.

“Com o protocolo de Minsk sendo discutido e a incerteza sobre o quanto a tensão do cessar-fogo pode suportar, estamos profundamente preocupados com a possibilidade dos combates retornarem em grande escala”, disse. “É nossa responsabilidade coletiva garantir que este cenário não se torne realidade”.

Com cerca de 1 milhão de pessoas deslocadas pelo conflito, tanto dentro Ucrânia como nos países vizinhos, as agências humanitárias da ONU continuam a ampliar sua presença para responder às necessidades de todos.