CEPAL apresentará relatório sobre efeitos econômicos e sociais da COVID-19 para América Latina e Caribe

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) apresentará nesta sexta-feira (3) o relatório “A América Latina e o Caribe diante da pandemia da COVID-19: efeitos econômicos e sociais”, onde aborda a conjuntura, os cenários e as projeções até 2030, diante da atual crise pandêmica global.

A publicação será apresentada em uma coletiva de imprensa virtual, por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL, de Santiago, Chile, às 13h de Brasília.

O relatório analisa o contexto em que a COVID-19 atinge a América Latina e o Caribe, uma região que enfrenta a pandemia de uma posição mais fraca do que a do restante do mundo. Foto: pixabay/leo2014

O relatório analisa o contexto em que a COVID-19 atinge a América Latina e o Caribe, uma região que enfrenta a pandemia de uma posição mais fraca do que a do restante do mundo. Foto: pixabay/leo2014

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) apresentará nesta sexta-feira (3) o relatório “A América Latina e o Caribe diante da pandemia da COVID-19: efeitos econômicos e sociais”, onde aborda a conjuntura, os cenários e as projeções até 2030, diante da atual crise pandêmica global.

A publicação será apresentada em uma coletiva de imprensa virtual, por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL, de Santiago, Chile, às 13h de Brasília.

A apresentação será transmitida online pelo site da organização. Os jornalistas podem enviar suas perguntas com antecedência para o e-mail: conferenciaprensa@cepal.org, que serão respondidas ao vivo pela Secretária-Executiva da CEPAL, ao término da apresentação do documento. As perguntas serão recebidas somente até as 13h30 (Horário de Brasília).

O relatório analisa o contexto em que a COVID-19 atinge a América Latina e o Caribe, uma região que enfrenta a pandemia de uma posição mais fraca do que a do restante do mundo.

A região cresceu a uma taxa estimada de apenas 0,1% em 2019, e as últimas previsões da Comissão, realizadas em dezembro passado, previam um crescimento de 1,3% para 2020.

No entanto, uma abordagem conservadora baseada no impacto da pandemia, com os dados ainda em consolidação, levou a CEPAL a projetar um crescimento negativo de 1,8% para a região, com prováveis​​ vieses descendentes.

Mesmo antes da disseminação da COVID-19, a situação social na América Latina e no Caribe estava se deteriorando, com o aumento dos índices de pobreza e de extrema pobreza, a persistência das desigualdades e o descontentamento social generalizado.

Nesse contexto, a crise terá repercussões negativas na saúde e na educação, bem como no emprego e na pobreza, afirma a CEPAL.

Os meios de comunicação estão convidados a participar da coletiva de imprensa virtual. Os jornalistas devem conectar-se a partir das 13h de Brasília, pelo site da CEPAL.

As perguntas sobre os temas da coletiva devem ser enviadas com antecedência para o e-mail: conferenciaprensa@cepal.org. As perguntas somente serão recebidas até as 13h30. (Horário de Brasília).

A versão eletrônica completa do documento e um comunicado de imprensa estarão disponíveis no site da CEPAL na sexta-feira (3), assim que a coletiva de imprensa terminar.

O quê: Lançamento do relatório: “A América Latina e o Caribe diante da pandemia do COVID-19: efeitos econômicos e sociais”.

Quem:

• Alicia Bárcena, Secretária-Executiva da CEPAL.

Quando: Sexta-feira, 3 de abril de 2020, 13h do Chile (13h de Brasília).

Onde: Conexão virtual pelo site da CEPAL.

Mais informações em: www.cepal.org.

Para consultas e marcação de entrevistas, entrar em contato com a Unidade de Informação Pública da CEPAL.

E-mail: prensa@cepal.org; telefone: (56 2) 2210 2040.

No Brasil, entrar em contato com: Pulcheria Graziani – E-mail: pulcheria.graziani@cepal.org

Telefone: (61) 99976-8030