Centro de pesquisas vinculado à ONU apresenta estudos sobre combate à pobreza infantil

Formuladores de políticas públicas, pesquisadores e representantes de governos participam da Conferência Internacional sobre Subsídios Universais para Crianças, que ocorre de 6 a 8 de fevereiro, em Genebra, na Suíça, para compartilhar experiências e discutir o papel dos subsídios universais no combate à pobreza infantil, à desigualdade e na promoção da proteção social para crianças.

Uma equipe de pesquisadores do Centro Internacional de Políticas para Crescimento Inclusivo (IPC-IG), resultado de uma parceria entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o governo brasileiro, participará de três sessões na conferência, onde apresentará estudos recentes sobre políticas de proteção social sensíveis às necessidades das crianças. Algumas das sessões serão transmitidas ao vivo pela Internet.

Estudantes numa escola primária em Bingerville, um distrito de Abidjan, capital da Costa do Marfim. No país, menos de 70% das crianças frequentam o ensino primário. O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) distribui kits de material escolar para as crianças e apoia o Ministério da Educação na construção de escolas e treinamento de professores. Foto: UNICEF/Dejongh

Estudantes numa escola primária em Bingerville, um distrito de Abidjan, capital da Costa do Marfim. Foto: UNICEF/Dejongh

Formuladores de políticas públicas, pesquisadores e representantes de governos participam da Conferência Internacional sobre Subsídios Universais para Crianças, que ocorre de 6 a 8 de fevereiro, em Genebra, na Suíça, para compartilhar experiências e discutir o papel dos subsídios universais no combate à pobreza infantil, à desigualdade e na promoção da proteção social para crianças.

Uma equipe de pesquisadores do Centro Internacional de Políticas para Crescimento Inclusivo (IPC-IG), resultado de uma parceria entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o governo brasileiro, participará de três sessões na Conferência, onde apresentará estudos recentes sobre políticas de proteção social sensíveis às necessidades das crianças. Algumas das sessões serão transmitidas ao vivo pela plataforma online socialprotection.org.

De acordo com o IPC-IG, cada vez mais os subsídios universais são considerados um instrumento de política para alcançar a proteção social universal e o progresso em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), especialmente no combate à pobreza infantil.

As crianças representam cerca de metade (50,2%) da população mundial que vive em extrema pobreza, de acordo com dados recentes do Banco Mundial e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

O impacto da pobreza nas crianças apresenta consequências para a vida toda, incluindo saúde e nutrição precárias e baixo desempenho escolar. Nesse cenário, políticas de proteção social podem desempenhar um papel crucial ao combater a natureza multifacetada da pobreza infantil e seus efeitos perniciosos a longo prazo, melhorando o bem-estar geral das crianças.

Organizada por UNICEF, Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Overseas Development Institute (ODI), a conferência busca aprofundar o debate sobre a implementação de políticas de transferência de renda e suas implicações e promover debates políticos sobre transferências renda, proteção social e redução da pobreza infantil.

Na quinta-feira (7), o coordenador sênior de pesquisa do IPC-IG, Fábio Veras, e o pesquisador Mario Gyori (London School of Economics) participarão da sessão dedicada ao financiamento de políticas de proteção social.

Eles irão apresentar o estudo intitulado “Proteção Social Universal na Tunísia: Comparando a Eficácia e a Rentabilidade dos Subsídios de Alimentos e Energia com um Programa Universal de Subsídios para Crianças”. Este estudo foi publicado na edição especial da revista International Social Security Review (ISSR) “Proteção Social nos países do MENA: prospectos para um novo contrato social?”.

No mesmo dia, as pesquisadoras do IPC-IG Anna Carolina Machado e Charlotte Bilo participarão do debate sobre as experiências dos países da região do Oriente Médio e Norte da África (MENA).

Elas apresentarão programas de transferência de renda na região do MENA sob a perspectiva de direitos das crianças e compartilharão as principais conclusões de uma série de estudos sobre o tema publicados recentemente pelo Centro, incluindo a última edição da revista Policy in Focus, intitulada “Social protection: meeting children’s rights and needs”. Essa sessão será transmitida ao vivo pela plataforma dedicada a temas de proteção social, socialprotection.org.

Ainda na quinta-feira, o coordenador sênior de pesquisa do IPC-IG e pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Sergei Soares, participará de uma sessão sobre as experiências da América Latina e do Caribe em proteção social.

Juntamente com os pesquisadores do IPEA Grazila Ansiliero, Aline Diniz Amaral, Pedro Ferreira de Souza e Luis Henrique Paiva, ele apresentará a experiência brasileira com o Bolsa Família, o principal programa de transferência renda condicional do país.


Comente

comentários