Centro da ONU participa de atividades do conselho nacional sobre segurança alimentar e nutricional

O Centro de Excelência contra a Fome da ONU participou na semana passada (16) da Plenária do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA). Representantes do governo e da sociedade civil discutiram políticas públicas de acesso e distribuição de água. Temas como agroecologia, sistemas irrigados, contaminação dos rios por agrotóxicos e preservação e revitalização das bacias hidrográficas estiveram no centro dos debates.

Centro de Excelência contra a Fome busca replicar experiência positiva do Brasil, que investiu em alimentação escolar para combater a desnutrição. Foto: Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA)

Centro de Excelência contra a Fome busca replicar experiência positiva do Brasil, que investiu em alimentação escolar para combater a desnutrição. Foto: Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA)

O Centro de Excelência contra a Fome da ONU participou na semana passada (16) da Plenária do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA). Representantes do governo e da sociedade civil discutiram políticas públicas de acesso e distribuição de água. Temas como agroecologia, sistemas irrigados, contaminação dos rios por agrotóxicos e preservação e revitalização das bacias hidrográficas estiveram no centro dos debates.

Também foram abordadas tecnologias sociais de captação e armazenamento de água e estratégias para lidar com o desperdício de recursos hídricos. Especialistas debateram ainda sobre legislações ambientais e modelos agrícolas de desenvolvimento.

O CONSEA é um órgão de assessoramento ligado à Presidência da República e integrado ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). O Conselho é composto por dois terços de representantes da sociedade civil e um terço de representantes governamentais. As atividades do organismo oferecem um espaço institucional para a participação social nos processos de formulação, monitoramento e avaliação de políticas públicas.

Também na semana passada, o Centro de Excelência participou da audiência pública realizada na Câmara dos Deputados, no dia 15, por ocasião da celebração dos 11 anos da Lei Ordinária de Segurança Alimentar e Nutricional.

Durante o evento, Elisabetta Recine, recém-empossada presidente do CONSEA, destacou em seu pronunciamento a importância de “mantermos vivos os princípios de universalidade e equidade no acesso à alimentação adequada, sem qualquer espécie de discriminação”. A dirigente também ressaltou a necessidade de garantir transparência em todos os programas, ações e usos de recursos públicos.

O Centro de Excelência participa faz parte da Comissão Permanente para o SISAN e Macro-desafios Nacionais e Internacionais do CONSEA. Entre as linhas de trabalho prioritárias da comissão, estão a análise conjuntural da cooperação internacional em segurança alimentar e nutricional e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.