Centro da ONU capacita especialista do Suriname para ajudar país a eliminar febre aftosa

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA) realiza neste mês capacitações com uma representante das autoridades sanitárias do Suriname. Cooperação visa ajudar país sul-americano a eliminar a doença.

A febre aftosa é uma doença viral altamente contagiosa que afeta especialmente bovinos e suínos. Foto: EBC

A febre aftosa é uma doença viral altamente contagiosa que afeta especialmente bovinos e suínos. Foto: EBC

Em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA) realiza neste mês capacitações com uma representante das autoridades sanitárias do Suriname. De 18 a 28 de abril, a especialista Priya Oedairadjsingh, do Laboratório Veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca, aprenderá sobre técnicas de identificação de anticorpos que interagem com o vírus da febre aftosa.

A visita da pesquisadora é parte das atividades de cooperação técnica entre o PANAFTOSA — vinculado à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) — e o país sul-americano. Por meio da assistência científica, o Suriname visa alcançar as condições necessárias para solicitar à Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE) o reconhecimento de nação livre da febre aftosa sem vacinação.


Mais notícias de:

Comente

comentários