Centro da ONU apoia simulação de emergência para gripe aviária no Paraguai

O Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (SENACSA) do Paraguai realizou entre 19 e 24 de agosto no distrito de Atyra uma simulação de emergência para gripe aviária de alta patogenicidade, que teve a coordenação e o apoio de Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA), Serviço Veterinário Oficial dos Estados Unidos (USDA/APHIS) e do setor avícola paraguaio.

O principal objetivo do exercício foi avaliar a capacidade de resposta e organização do SENACSA diante de um eventual foco da gripe aviária, de forma a ampliar as capacidades técnicas instaladas no país.

A gripe aviária é uma doença viral com alta mortalidade e morbidade nas espécies aviárias, é também uma zoonose que pode ser potencialmente transmitida aos seres humanos. Foto: FAO

A gripe aviária é uma doença viral com alta mortalidade e morbidade nas espécies aviárias, é também uma zoonose que pode ser potencialmente transmitida aos seres humanos. Foto: FAO

O Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (SENACSA) do Paraguai realizou entre 19 e 24 de agosto no distrito de Atyra uma simulação de emergência para gripe aviária de alta patogenicidade, que teve a coordenação e o apoio de Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA), Serviço Veterinário Oficial dos Estados Unidos (USDA/APHIS) e do setor avícola paraguaio.

O principal objetivo do exercício foi avaliar a capacidade de resposta e organização do SENACSA diante de um eventual foco da gripe aviária, de forma a ampliar as capacidades técnicas instaladas no país.

O diretor do PANAFTOSA, Ottorino Cosivi, no final do evento, enfatizou a importância desse tipo de treinamento no qual o país se prepara para uma resposta coordenada com outros setores, públicos e privados, em face a uma emergência de saúde.

Participaram da simulação 140 veterinários do SENACSA ​​e da indústria avícola, representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária, Saúde e Defesa Nacional do Paraguai, além de profissionais convidados dos setores público e privado de Argentina, Bolívia, Brasil e Uruguai.

Os exercícios foram realizados de acordo com o Manual de Contingência para enfrentar o surgimento de um surto de gripe aviária e impedir sua propagação no Paraguai. O exercício é uma atividade propícia à revisão do Manual de Contingência, a fim de melhorar a capacidade de resposta do país.

A gripe aviária é uma doença viral com alta mortalidade e morbidade nas espécies aviárias, é também uma zoonose que pode ser potencialmente transmitida aos seres humanos.

O PANAFTOSA, com sede no Rio de Janeiro (RJ), é um centro científico da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) que desenvolveu um trabalho importante no controle e erradicação da febre aftosa desde sua inauguração, em 1951.

Em 1997, a cooperação técnica em zoonoses foi incluída em seu mandato e, em 2007, a segurança alimentar se tornou outra área de ação. O PANAFTOSA presta cooperação técnica a todos os países-membros da OPAS nas Américas para melhorar o estado de saúde da população e promover o desenvolvimento dos países.