Centro da ONU apoia simpósio no Rio sobre doenças transmitidas por carrapatos

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) promovem nos dias 16 e 17 de outubro o 2º Simpósio Nacional de Doenças Transmitidas por Carrapatos. O evento ocorre no Rio de Janeiro, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento. O prazo para envio de trabalhos científicos é 20 de setembro.

O simpósio tem o apoio do Centro Pan-americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA).

Evento foi concebido para reunir profissionais de serviços de vigilância epidemiológica e das universidades para discutir avanços no conhecimento científico. Foto: EBC

Evento foi concebido para reunir profissionais de serviços de vigilância epidemiológica e das universidades para discutir avanços no conhecimento científico. Foto: EBC

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) promovem nos dias 16 e 17 de outubro o 2º Simpósio Nacional de Doenças Transmitidas por Carrapatos. O evento ocorre no Rio de Janeiro, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento. O prazo para envio de trabalhos científicos é 20 de setembro.

O simpósio tem o apoio do Centro Pan-americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA).

O evento bianual foi concebido com o propósito de reunir profissionais dos serviços de vigilância epidemiológica e das universidades para discutir os avanços no conhecimento científico e suas implicações para as estratégias de vigilância e controle.

Já foram realizadas cinco edições de seminários estaduais e dois simpósios regionais no estado de São Paulo, onde o Ministério da Saúde apoiou os eventos e participou de sua organização. Desde 2015, o encontrou virou nacional e passou a ter caráter itinerante, sendo realizado em outros estados endêmicos da febre maculosa, principal doença transmitida por carrapato no Brasil.

Participarão do evento os mais renomados pesquisadores na área, que apresentarão os resultados de suas pesquisas aplicadas aos serviços de vigilância das doenças transmitidas por carrapatos.

Serão temas do simpósio: redes colaborativas de vigilância e controle; sistemas de vigilância epidemiológica; aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento; emergência de novos patógenos transmitidos por carrapatos; experiências dos serviços de vigilância; legislação; métodos de predição e prevenção; avanços e perspectivas na área da pesquisa e vigilância das doenças transmitidas por carrapatos.


Mais notícias de:

Comente

comentários